Policial militar é preso e integrante do BOPE é procurado; são suspeitos de duplo homicídio de moradores de rua

O policial militar Cássio Teixeira Brito foi detido pelo Comando Regional de Rondonópolis, a 218 km de Cuiabá, nesta sexta-feira (29), sob suspeita de estar envolvido na morte de dois homens em situação de rua. Elder José da Silva, também policial do Batalhão de Operações Especiais (BOPE), teve um mandado de prisão expedido contra ele, também por suspeita de envolvimento no duplo homicídio.

Os trágicos eventos ocorreram em frente ao Centro de Referência Especializado para Pessoas em Situação de Rua (Centro POP), em Rondonópolis, na última quarta-feira (27), resultando nas mortes de Thiago Rodrigues Lopes, 37 anos, e Odinilson Landvoight de Oliveira, 41 anos. Dois outros homens na mesma situação foram feridos no incidente.

A Polícia Militar de Mato Grosso afirmou em nota que instaurou um Inquérito Policial Militar (IPM) pela Corregedoria-Geral contra os dois militares suspeitos de homicídios. A arma de fogo de Cássio não foi encontrada com ele, alegando extravio, e uma sindicância foi iniciada.

“A PMMT reforça que não coaduna com nenhum tipo de violência e atos ilícitos praticados por membros da corporação e que todas as medidas cabíveis para punição dos envolvidos serão tomadas”, declarou a nota.

De acordo com o delegado responsável pelo caso, Thiago Garcia Damasceno, a investigação inicial indicou que a autoria do crime partiu de uma dupla, sendo que o carona do veículo teria passado a arma para o motorista. Um dos policiais deu entrada em um hospital de Rondonópolis no mesmo dia com ferimento na perna causado por arma de fogo.

“Conseguimos a placa do veículo e estamos rastreando para comprovar que esse veículo foi de fato utilizado pelo Cássio, que foi preso. Parece ter sido um crime de ódio, porque não houve uma motivação inicial, a gente acredita que foi simplesmente por ódio, já que foi de forma aleatória. Não tinha um alvo específico, eles efetuaram disparos em outras regiões na busca de outras vítimas”, explicou Damasceno.

O coronel geral Alexandre Côrrea Mendes informou que o policial Elder deixou a cidade de Rondonópolis com destino a Mato Grosso do Sul, e equipes da Polícia Militar estão mobilizadas para capturá-lo.

A Polícia Civil comunicou que a prisão de Teixeira ocorreu assim que a PM foi informada sobre a expedição dos mandados contra os dois oficiais. O policial estava no Comando Regional, fazendo troca de plantão, quando foi detido.

Na manhã de hoje, a polícia havia divulgado que os dois soldados estavam sendo investigados pela suspeita de envolvimento na morte de Thiago e Odinilson.

O caso:

Na madrugada de quarta-feira (27), a Polícia Militar recebeu um chamado por volta das 03h47 para responder a relatos de tiros nas proximidades do Centro POP. O vídeo de uma câmera de segurança mostra o momento em que quatro homens em situação de rua são baleados. Os militares estavam em um carro de luxo quando atiraram. A polícia investiga o caso como crime de ódio.

Segundo relatos de testemunhas à polícia, dois homens em um veículo de cor verde-escuro passaram pelo local efetuando disparos e fugiram na direção da Vila Canaã.

Conforme o boletim de ocorrência, pouco tempo depois, a equipe policial foi acionada novamente, sendo informada sobre outro homem baleado na entrada da vila para onde o carro teria se dirigido.

Veja também

Sorriso: veículo utilizado em homicídio no bairro São José é apreendido e mulher é conduzida para a delegacia

Sorriso: jovem é executado com pelo menos três tiros no bairro São Mateus

Sorriso: jovem é atingido por dez disparos de arma de fogo em troca de tiros no São José (atualizada)

Sorriso: vazamento em Botijão de Gás provoca incêndio em Kitnet no bairro Centro Norte

Sorriso: mulher esfaqueia ex-marido ao vê-lo com outra no Jardim Primavera

Sorriso: Veículo capota após atravessar canteiro central da BR-163 próximo à rodoviária; Motorista fica ferido