Presa por matar e esquartejar dono da Yoki, Elize Matsunaga recebe liberdade condicional e deixará a prisão

A Justiça de São Paulo concedeu liberdade condicional à Elize Matsunaga, condenada por matar o marido, o empresário Marcos Mastunaga, dono da Yoki, em 2012. A SAP (Secretaria de Administração Penitenciária) informou que o alvará de soltura foi cumprido no final da tarde desta segunda-feira (30).

“A Secretaria da Administração Penitenciária informa que hoje (30), às 17h35, após decisão judicial, a direção da Penitenciária Feminina “Santa Maria Eufrásia Pelletier” de Tremembé deu cumprimento ao Alvará de Soltura em favor da presa Elize Matsunaga, em virtude de Livramento Condicional”, disse a SAP, em nota.

Elize não usará tornozeleira eletrônica.

Elize Matsunaga foi presa em 2012 por matar e esquartejar o marido. Ela relatou que havia descoberto que era traída. Elize foi condenada por homicídio doloso triplamente qualificado (motivo torpe, recurso que impossibilitou a defesa da vítima e meio cruel), além de destruição e ocultação de cadáver.

O empresário Marcos Mastunaga foi morto dentro do apartamento em que morava com a mulher e a filha do casal, então com pouco mais de 1 ano, no dia 19 de maio de 2012.

Maninho Veículos
LCI Telecom
Programa Estação Sicredi

Veja também

ferrovia_mt

Justiça Federal suspende emissão de licença para ferrovia estadual

caso furlan

Sorriso: caso Furlan irá a julgamento na próxima semana

Foto: reprodução/rede social

Empresária envolvida em esquema de desvio na saúde de Sorriso consegue Habeas Corpus

capa_pr9omot

Ministério Público conclui que Prefeitura de Sorriso pagou funcionários fantasmas e denuncia ex-secretário e ex-servidor da secretaria de cidade

f40b301580bfc887142ce75c7b7f3880

Maria Aparecida Fago é empossada como desembargadora do TJ

enfermeira_morta

Filho que matou enfermeira de VG continuará preso, decide juiz