Geral

Promotor instaura inquérito contra digital influencer por divulgação e venda de falso remédio natural

Por: Olhar Direto Publicado em 16/01/2020
Imagem das redes sociais

O promotor Márcio Florestan Berestinas, da 3ª Promotoria de Justiça Cível de Sorriso (a 397 km de Cuiabá), instaurou inquérito civil para investigar a divulgação e comercialização do produto Moder Diet  Gold pela digital influencer Paula Biazin. Ela foi presa no dia 28 de dezembro de 2019 acusada de anunciar e vender o produto.

Na portaria assinada no último dia 8 de janeiro o promotor cita que recebeu uma documentação que foi encaminhada pela 1ª Promotoria de Justiça Criminal da Comarca de Sorriso, relatando, em síntese, a divulgação e comercialização do produto Moder Diet Gold por parte de Paula Adriana Biazin Gandolfi, sem registro na Anvisa, sem comprovação de origem e sem Alvará Sanitário, nas dependências do Park Shopping Sorriso.
 
O promotor ainda citou uma resolução da Anvisa que suspendeu a fabricação, distribuição, e uso dos produtos Cura Tudo e Moder Diet, fabricados pela empresa Kirpoten Ind. Com. Suplementos Alimentares.
 
Através de seu perfil no Instagram, com mais de 317 mil seguidores, Paula fazia a propaganda do Moder Diet Gold – “extrato de ervas, maneira eficaz e segura de perder peso”. O produto é vendido como fitoterápico, mas contém substâncias como sibutramina, fluoxetina e diazepam.
 
A influencer disse que não tinha conhecimento sobre as substâncias contidas no produto e que uma pessoa de confiança a havia convencido a vendê-lo. Ela foi solta após pagar fiança de R$ 4,9 mil.

Enquete. Participe!

Em sua opinião, quais secretários do governo Ari Lafin devem continuar na próxima gestão?
(É possível votar em mais de um)