Saúde

Região do Teles Pires ganha mais dez leitos de UTI destinados ao tratamento da Covid-19

Por: Assessoria Publicado em 17/02/2021

O Hospital Hilda Strenger Ribeiro, localizado no município de Nova Mutum, passa a contar com mais dez leitos de UTI destinados exclusivamente ao tratamento da Covid-19.

A ampliação no número de vagas só foi possível graças ao trabalho em conjunto do Consórcio Público de Saúde Vale do Teles Pires, Governo do Estado de Mato Grosso, Prefeitura de Nova Mutum e a direção do hospital.

De acordo com o presidente do Consórcio de Saúde, prefeito de Santa Carmem, Rodrigo Frantz, com a ampliação, o número de leitos em Nova Mutum chega a 30.

“São mais dez novos leitos que já estão a disposição da nossa população. Torcemos para que não precisemos dessas UTIs, mas é preciso se precaver, para garantir que nenhum paciente fique sem o tratamento.”

Além dos novos leitos, também passa a funcionar no hospital em Nova Mutum a hemodíalise. O serviço é essencial, principalmente, para os pacientes em estado grave da doença.

O presidente ressaltou que o Consórcio de Saúde em parceria com as prefeituras de Sinop e Lucas do Rio Verde está trabalhando pra ampliar em mais 20 o número de leitos.

Serão mais dez UTIs no Hospital Regional de Sinop e dez no Hospital São Lucas em Lucas do Rio Verde. Atualmente, a região do Teles Pires oferta 51 leitos.

“Em Sinop, a abertura dos novos leitos já foi aprovada. Estamos dependendo apenas da contratação de profissionais. E em Lucas do Rio Verde, uma equipe da Secretaria de Estado de Saúde está avaliando a estrutura”, explicou Frantz.

Os recursos para custear as novas UTIs são viabilizados pelo Ministério da Saúde e Governo do Estado de Mato Grosso, ao custo de R$ 2 mil por dia, por leito.

Além de Sinop e Nova Mutum, o Estado tem credenciado outros dois leitos no Hospital Regional de Sorriso. O Consórcio Público de Saúde Vale do Teles Pires é formado por 15 municípios da região Médio-norte.

Enquete. Participe!

O que você pensa sobre o fato de cada secretaria da Administração Municipal contar com um subsecretário?