Meio Ambiente

Representantes do projeto Repoflora visitam IFMT para conhecer local que será destinado à reprodução de alevinos

Por: Assessoria Publicado em 05/03/2021

Representantes da Administração Municipal e do projeto Repoflora realizaram na manhã desta quinta-feira (04), uma visita técnica na Fazenda Experimental do Instituto Federal de Educação, Ciência e Tecnologia de Mato Grosso (IFMT), Campus Sorriso, para conhecer o local onde será o laboratório de reprodução de alevinos. O Repoflora  é um projeto que tem como objetivo o repovoamento de peixes e o reflorestamento da mata ciliar dos rios de Sorriso.

Na oportunidade, servidores da instituição de ensino federal apresentaram projetos cuja implementação é esperada para o espaço, que atualmente sedia mais de 50 experimentos e que também serve como laboratório para atividades práticas dos cursos oferecidos gratuitamente pelo IFMT à comunidade.

O IFMT é uma das instituições parceiras do projeto, como destacou o vice-prefeito de Sorriso, Gerson Bicego. “Quero em nome do prefeito Ari Lafin e de todos os envolvidos neste importante projeto, agradecer à direção do IFMT por serem parceiros e se colocarem à disposição”, pontuou.

“O Campus Sorriso é uma semente que foi plantada por vocês, pela comunidade de Sorriso, e tem muito a crescer”, detalhou aos visitantes o diretor geral da unidade de ensino, prof. Claudir von Dentz, lembrando que a Fazenda Experimental do IFMT foi adquirida por meio de uma parceria entre o governo municipal e empresários locais, e que há um compromisso da instituição em utilizar a área, que hoje tem uma área total de 84,6 hectares, para ações que direta ou indiretamente trarão contribuições importantes para a comunidade. “A nossa missão é que isso aqui seja um centro de pesquisa na área de agropecuária para o Brasil e para o mundo”, acrescenta.

Os representantes do Repoflora acompanharam a apresentação do projeto esboçado para a implantação de uma área na fazenda destinada especificamente à piscicultura, e que servirá como como base para a criação de alevinos do projeto, além de atender a outras demandas relacionadas à formação de estudantes e ao desenvolvimento de tecnologias para essa área, visto que Sorriso se destaca nacionalmente na produção de peixes de água doce.

Para o coordenador da Casa dos Conselhos, Celso Marcon, que faz parte da comissão do projeto Repoflora, a visita teve o objetivo de conhecer melhor o local que será destinado à reprodução de alevinos, e afirmou que os investimentos para construção estão bem encaminhados. “Buscamos uma parceria com o Ministério Público e o Judiciário, que aprovaram a iniciativa, e que repassarão valores oriundos de acordos e multas, com o objetivo de contribuir na construção do laboratório de reprodução de alevinos”, destacou Marcon.

Também participaram da visita na Fazenda Experimental do IFMT, os secretários Milton Geller, de Obras e Serviços Públicos, Cláudio Oliveira, de Desenvolvimento Econômico, o coordenador do Núcleo Integrado de Fiscalização, Reinaldo Nunes, e o biólogo e voluntário do projeto, Enivaldo Golmini.

Enquete. Participe!

Em sua opinião, o município de Sorriso deveria montar leitos de UTI?