Secretário explica motivação para decreto de Situação de Emergência em Sorriso

Em entrevista ao programa A Voz do Povo, o novo titular da pasta de Agricultura, Meio Ambiente e Ciência e Tecnologia de Sorriso, Coronel Denardi comentou a decisão conjunta entre a Administração Municipal, a Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil (COMPDEC) e o recém-criado Comitê de Monitoramento Climático, o prefeito Ari Lafin, que resultou em um decreto declarando situação de emergência no município de Sorriso. A medida foi tomada em resposta às chuvas abaixo da média nos meses de novembro e dezembro, associadas a ondas de calor que impactaram negativamente a região.

O decreto destaca a significativa influência da estiagem nos setores econômicos e sociais, com ênfase na redução da produção de culturas essenciais como soja, milho, algodão e feijão. Tais perdas afetam diretamente as propriedades rurais do município, resultando em um cenário desafiador para os agricultores locais.

A Coordenadoria Municipal de Proteção e Defesa Civil (COMPDEC) alertou para a situação de emergência, salientando que Sorriso é reconhecido como a “Capital Nacional do Agronegócio”, com uma produção agrícola estimada em 630,000 hectares, conforme estabelecido pela Lei Federal n° 12.724/2012.

A decisão conjunta com o Comitê de Monitoramento Climático foi motivada pela preocupação com a atipicidade da escassez de chuvas para o período e pela previsão de frustração da safra agrícola. Essa situação, segundo o decreto, impede que os agricultores cumpram seus compromissos de financiamento dos cultivos e contratos futuros, gerando alerta e endividamento no comércio de insumos local. Os reflexos disso são sentidos não apenas na economia e indústria, mas também na vida social da população local.

O documento ressalta que a chuva mensal acumulada, nos meses de setembro a dezembro de 2023, totaliza apenas 399.2 mm, enquanto a média histórica para o mesmo período seria de aproximadamente 1000 mm. O secretário de agricultura e meio ambiente, Coronel Denardi, comentou sobre a situação em uma entrevista ao programa “A Voz do Povo” da Sorriso FM, destacando a gravidade do cenário e a necessidade de medidas emergenciais para minimizar os impactos na comunidade local.

Veja a entrevista no vídeo.

Vídeo da notícia

Veja também

IBGE destaca números do Censo 2022 enfocando alfabetização

Campanha de vacinação contra a Poliomielite começa hoje em Sorriso

Polícia Militar recupera veículo em menos de 20h após assalto

Criança de 5 anos se afoga em piscina e SAMU a encaminha ao Hospital Regional

Armazém de grãos é consumido pelo fogo durante madrugada em Sorriso

Suspeito de participar de tripla tentativa de homicídio é preso pela Rotam