SES aprova propostas de três municípios pelo programa Fila Zero na Cirurgia

A Secretaria de Estado de Saúde (SES-MT) aprovou propostas dos municípios de Cuiabá, Primavera do Leste e Campo Verde para o programa Fila Zero na Cirurgia. As propostas apresentadas totalizam o investimento de R$ 62,8 milhões para a realização de cerca de 17 mil procedimentos cirúrgicos em Mato Grosso.

Para o secretário de Estado de Saúde, Juliano Melo, a apresentação de propostas robustas é resultado de um programa que foi repensado e aprimorado pela gestão estadual.

“O atual programa foi aprimorado em relação ao programa anterior, que foi o Mais MT Cirurgias. O Fila Zero na Cirurgia é mais atrativo para aumentar a adesão das unidades de saúde e, dessa forma, chegaremos próximo de zerar a fila de média e alta complexidade em Mato Grosso”, explicou.

A Secretaria Municipal de Saúde de Cuiabá, que está sob a intervenção do Estado, apresentou uma proposta no valor de R$ 57,6 milhões, por meio da qual pretende realizar 14.460 cirurgias eletivas no município.

Já a Secretaria Municipal de Saúde de Primavera do Leste apresentou uma proposta na ordem de R$ 4 milhões para realizar 1.685 cirurgias eletivas no município.

A Secretaria Municipal de Campo Verde também apresentou uma proposta de R$ 1 milhão para operacionalizar a realização de 834 procedimentos cirúrgicos eletivos no município.

O secretário adjunto de Atenção e Vigilância em Saúde da SES, Oberdan Lira, informou que a previsão é de que, nos próximos dias, a pasta receba mais propostas dos municípios.

“Estamos em constante diálogo com as gestões municipais justamente para auxiliarmos no que for necessário. Esse programa é de extrema importância para o nosso estado e todas as propostas que recebermos serão avaliadas com muita atenção pelas equipes, que estarão sempre solícitas para esclarecer e auxiliar os gestores dos municípios”, avaliou.

O programa

Anunciado no dia 20 de abril, o programa Fila Zero na Cirurgia investirá até R$ 200 milhões em incentivo para a realização de procedimentos hospitalares e ambulatoriais eletivos de média e alta complexidade em Mato Grosso.

A ação tem o objetivo de reduzir drasticamente a fila de espera por procedimentos eletivos no estado por meio de parcerias; a meta é ultrapassar 29.160 consultas, 33.686 exames e 29.239 cirurgias.

O programa tem duração de 12 meses, podendo ser prorrogado. São elegíveis para o programa as unidades públicas de saúde municipais e estaduais, unidades privadas e filantrópicas, associações denominadas como consórcios e parceiros (como o MT Saúde).

Veja também

Brasil tem mais de um milhão de casos de dengue este ano

Sorriso registra índice de infestação do Aedes Aegypti acima do tolerável

Prefeitura de Sorriso convoca Agentes de Combate a Endemias aprovados em 2022

Ministério da Saúde vai enviar vacinas contra dengue para mais 29 municípios

Programa “A Voz do Povo” recebe Dra. Juliana Siqueira para falar sobre a campanha Fevereiro Roxo e o Alzheimer

SAMU de Sorriso recebe avaliação positiva do representante do Ministério da Saúde durante visita técnica