Sorriso: aumento no número de casos positivos de dengue preocupa setor de Saúde

O ano de 2022 tem sido um ano atípico, no qual estão sendo registrados vários casos positivos de dengue no município de Sorriso, mesmo durante o período de estiagem. A coordenadora de Vigilância em Saúde, Taynná Vacaro, falou sobre a preocupação da Secretaria sobre esse aumento. “Fazendo o balanço sobre os dados relacionados aos casos positivos de dengue, observamos que nos últimos seis meses já foram registrados mais de 2 mil casos (2.074) até junho, número que é muito expressivo, já que analisando os dados de 2021, observamos que durante todo o ano tivemos 2.012 casos. Então nos chama a atenção esse aumento súbito da doença, mesmo com todo trabalho que é feito com nossas equipes de campo, da Vigilância Ambiental, parceria com outros setores da Prefeitura, secretaria de obras, núcleo de fiscalização integrada, mesmo assim estamos sofrendo com o número de pessoas contaminadas com o vírus da dengue”.

Segundo ela, está havendo um relaxamento quanto aos cuidados em relação aos recipientes que possam acumular água e serem local propício para a procriação do mosquito “Esse aumento se deve a alta densidade vetorial, ou seja, ao número expressivo de mosquito que estamos encontrando nos bairros, dentro das residências, de acordo com o último levantamento das equipes foram encontrados maior número de larvas dentro das residências, nos depósitos que são passíveis de remoção, muito lixo encontrado nos quintais. Encontramos pontos fixos que estão servindo de criadouros para o mosquito, como caixas d’água, fossas sépticas com funil aberto, orientamos colocação de telas, vasos de banheiro, recipientes atrás da geladeira ou no ar condicionado. A fêmea faz a postura dos ovos em qualquer recipiente que acumule água, desde a tampinha de uma garrafa pet, até recipientes em quantidade maior de água como uma piscina”.

A Prefeitura, por meio da secretaria, realiza diversas ações de prevenção, porém, mesmo assim, os números continuam subindo. “A nossa equipe da Vigilância Ambiental não parou durante os feriados e recesso. A equipe está trabalhando aos sábados para fazer a recuperação das casas fechadas, para realmente dar um suporte para a população com as visitas e eliminação das larvas. Além da visitação também realizamos a borrifação de inseticidas nos casos suspeitos de dengue. Mas o cuidado tem que ser coletivo, cada um fazer sua parte. Não adianta a prefeitura, os setores da secretaria de saúde se debruçarem sobre essa causa e a população não fazer sua parte”

Ela explica em que casos é feita a borrifação de inseticidas ou bloqueio químico: “Todos os casos suspeitos, pessoa teve mais de três sintomas e procurou qualquer unidade de saúde, tanto as unidades da rede pública de saúde, quanto da rede particular são notificadas, é feita uma ficha de notificação que é reportada para a equipe da Vigilância Ambiental e diante desses dados mobiliza a equipe para a fazer a borrifação do inseticida. Quando a equipe estiver fazendo a borrifação do inseticida no bairro específico, que as pessoas abram o portão e as janelas, porque o foco é o mosquito adulto que estão dentro das residências. Nós precisamos que todos os casos sejam notificados, e não podemos aplicar o inseticida de forma indiscriminada para o mosquito não criar resistência”.

Maninho Veículos
LCI Telecom
Programa Estação Sicredi

Veja também

Monkeypox,New,Disease,Dangerous,Over,The,World.

Caso suspeito de Monkeypox em Sorriso ainda não foi confirmado; paciente segue em observação

vacinacao-vg

Campanha de multivacinação em Sorriso terá início no dia 15 de agosto

6b1a658df9dc2115269663f1157e1954

Exames confirmam dois casos de varíola dos macacos em Cuiabá

vacinaraivba

Sorriso: imunização antirrábica terá início na segunda-feira, 08

vacinacao-vg

Início da campanha de vacinação contra a poliomielite é adiado em MT

thumb__600_0_0_0_auto - 2022-08-04T081309.324

Sorriso tem um caso suspeito de varíola dos macacos; material para análise será coletado hoje