(66) 3544-2595

Telefone

(66) 99634-6964

WHATSAPP

Sorriso celebra primeiro carregamento de vidro para logística reversa

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Ele tem em sua composição areia muito fina, carbonato de sódio, calcário e óxido de minerais (como o ferro, por exemplo). O vidro que embala bebidas, o picles, a papinha do bebê, e que está em nossos dia-a-dia em copos, pratos e travessas tem vida eterna. Sim, com ciclo infinito, o descarte adequado para os resíduos de vidro é um dos principais desafios quando o assunto é sustentabilidade.

No sábado (3), Sorriso registrou o primeiro carregamento de logística reversa dos vidros recolhidos nos ecopontos instalados em 2019, por meio do programa Eco Sorriso. As mais de 33 toneladas de vidro tiveram como destino a cidade paulista de Ribeirão Preto, onde, em uma indústria especializada no processo, será possível fazer o vidro descartado, que poderia ocupar espaço eternamente em um lixão, voltar ao ciclo da utilidade em uma nova vida.

“Conseguimos enviar o resíduo com o frete pago pela empresa que faz a reciclagem e que nos reverterá uma ajuda de custo pelo material”, comenta o presidente da Associação Sorriso de Catadores (ASC), Jhony Reuz Scholz.

Achou grande o volume destinado à reciclagem? Pois o coordenador do Eco Sorriso, Diogo Martins, revela que ainda há, no Depósito Municipal de Entulhos e Galhadas (DMEG), outro volume em proporção semelhante aguardando um destino igualmente sustentável.

Vale lembrar que o vidro não deve, de forma alguma, ser descartado no lixo comum. Além de ser um material com ciclo infinito, dispor os resíduos para a coleta pelos garis pode causar sérios acidentes. Nem mesmo para a coleta seletiva este tipo de resíduo deve ser disposto.

O indicado, explica Diogo, é lavar os vidros, retirando todos os resíduos de bebidas ou alimentos, e levar este material até os ecopontos do Villa Romana, da Escola Municipal Flor do Amanhã, do Cemeis Caminhos do Saber, ou então, diretamente no DMEG, onde há um espaço especialmente preparado para abrigar estes recicláveis.

Mais que “se livrar” da maneira correta do que, para você, pode ser lixo, a atitude responsável representa uma oportunidade de trabalho para catadores que sustentam suas famílias a partir de materiais que, teoricamente, não teriam mais valor algum. Segundo Jhony, atualmente 32 catadores integram a ASC, e 80% deles têm como renda exclusiva a venda de material reciclável.

O Eco Sorriso é o programa da Administração Municipal criado em 2019 que tem como foco a gestão sustentável dos resíduos produzidos do Município. Atualmente, o programa conta com coleta seletiva de recicláveis porta a porta em 16 bairros; projeto-piloto de compostagem de resíduos orgânicos no bairro Alphaville; pontos de coleta de óleo de cozinha usado em todas as escolas e Cemeis da rede municipal de ensino; educação ambiental e seis ecopontos para a entrega de recicláveis.

Está entre as metas de Sorriso integrar o rol dos municípios que participam do Programa Lixo Zero. Para tanto, 90% dos resíduos produzidos no Município devem ser destinados de maneira sustentável.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com