Saúde

Sorriso contabiliza mais de 10 mil curados

Por: Decom Prefeitura de Sorriso Publicado em 16/02/2021

Mais de 10 mil curados, precisamente 10.041 sorrisenses foram diagnosticados com a Covid-19 e hoje estão curados da doença. É gente que nesse ano vive um Carnaval diferente, apreciando com outros olhos o “bloco” da saúde, vendo com mais nitidez as cores do bem viver. É gente como a dona Júlia Menez Brizola, 78 anos, diabética que enfrentou de muito perto o vírus. Foram mais de 20 dias internada, uma semana intubada em uma Unidade de Tratamento Intensivo (UTI). Há outros 20 dias em casa, dona Júlia agora é só sorrisos e recomendações: “se cuidem, usem máscara, façam higiene das mãos e, por favor, acreditem na ciência, se vacinem!”, diz.

Quem conta a história o outro lado da história para a gente – de quem ficou do lado de cá, aguardando notícias do hospital-, é o professor Jairo Brizola, filho da dona Júlia. “Foram dias de muita agonia”, cita, ao contar que “todos os dias esperávamos a ligação do médico. Uma vez por dia recebíamos notícias por telefone, não podíamos visitá-la no hospital, tínhamos que aguardar o médico nos passar o boletim e a aflição tomava conta dos nossos dias”, diz Jairo. Quando dona Júlia saiu da UTI, o quadro ficou um pouco melhor. “Além do boletim médico passamos a receber mais uma ligação diária: era da minha mãe, uma chamada de vídeo feita pelos psicólogos do hospital que a auxiliavam a falar conosco. Eram momentos sagrados, passávamos o dia esperando as duas ligações”, relata.

Jairo pontua que hoje tudo tem um novo sabor. “Ver minha mãe caminhando sozinha, se alimentando, rindo, é uma nova chance de felicidade. Ela venceu a doença”, destaca. O próprio Jairo e a esposa, Lenir, tiveram a doença. Lenir em junho e ele em agosto. “Os sintomas foram leves em nós dois”, pontua. Já dona Júlia enfrentou a Covid em janeiro.

Assim como dona Júlia, Jairo e Lenir, mais de dez mil sorrisenses venceram a batalha. Para alguns, como Thiago Land, 28 anos, a enfermidade também requereu hospitalização. Foram quatro dias internado. “No primeiro exame deu negativo. Mas, continuei passando mal e então fiz uma nova consulta, seguida de uma tomografia e já estava com o pulmão comprometido, em torno de 40%, necessitando ficar internado”, conta.

Elinara Bueno Garlet, 47 anos, amiga pessoal e colega de trabalho de Thiago, positivou no mesmo período em que o colega, em novembro. Ao contrário do amigo, Elinara ficou assintomática. “No começo bateu o medo, mas como fiquei positiva junto com o Thiago e mais amiga em comum, nós três conversamos muito por aplicativo, nos dando força”, salienta ela. “Além disso, recebemos apoio da Secretaria de Saúde. Todos os dias nos ligavam para atualizar o estado de saúde. Eu também recebi a visita da enfermeira duas vezes. Esse apoio psicológico é fundamental para você se manter equilibrado”, relata.

Ao depoimento da família da dona Júlia, do Thiago, da Elinara se somam  outros e, todos com uma única recomendação em comum: continuem se cuidando, o vírus não foi “embora”. As medidas preventivas, como o uso da máscara, do álcool 70º e a lavagem das mãos ainda são ferramentas diárias no combate à pandemia. E, se você sentir sintomas, isto é, qualquer sintoma que possa estar relacionado à Covid-19 a indicação é procurar atendimento imediato. O Hospital de Campanha e a Unidade de Pronto Atendimento Sara Akemi Ichicava ficam abertos 24 horas. Além disso, o PSF Nova Integração, localizado na Zona Leste, também está atendendo no período noturno. E há ainda as Unidades Básicas de Saúde que estão preparadas para atendimento e encaminhamento.

Dados de hoje 

O boletim municipal nº 308, divulgado hoje (16), traz mais detalhes. Das 10.848 pessoas infectadas com o novo coronavírus; 10.041 já venceram a doença. “É uma notícia positiva e que precisa ser compartilhada com a nossa população”, pontua o secretário de Saúde e Saneamento, Luís Fábio Marchioro. De acordo com o secretário, o número de curados ultrapassou os 10% da população sorrisense, atualmente estimada pelo IBGE Cidades em 90.313 habitantes.

O boletim também aponta os 678 casos ativos com 28 pessoas internadas; destas 13 estão em UTI e 18 em leitos de enfermaria. No momento, quatro profissionais da Secretaria de Saúde e Saneamento estão afastados devido à doença. No boletim também constam 236 casos suspeitos aguardando o retorno dos exames. Segundo o relatório, 543 pacientes com sintomas gripais recebem acompanhamento domiciliar dos profissionais da Secretaria. O boletim também traz as 129 mortes registradas durante os mais de onze meses de pandemia com uma em investigação.

 “Nosso hospital está aberto 24 horas; temos profissionais, medicamentos e equipamentos à disposição. Nosso município buscou ofertar à rede profissionais capacitados, equipamentos como a cápsula Vanessa, o BiPAP, o kit de tratamento à Covid; nossa equipe está treinada para atender e realizar visitas domiciliares aos pacientes para acompanhamentos; disponibilizamos um hospital municipal exclusivo para tratar casos de Covid-19; realizamos convênio com clínicas especializadas para disponibilizar a realização de tomografias em qualquer momento, por isso destacamos tanto a importância de procurar auxílio nos primeiros sintomas, pois o tratamento precoce salva vidas”, salienta Marchioro.

No caso da necessidade de medicação, os pacientes podem retirar nas três farmácias cidadãs da área urbana – a Farmácia Cidadã Central 24 Horas, a do Bela Vista e a da Zona Leste e nas duas dos distritos – Primavera e Boa Esperança, somente é necessário que o paciente apresente receita do Sistema Único de Saúde (SUS).

Qualquer dúvida em relação à Covid-19 ou mesmo denúncia pode ser realizada pelo número 150 que atende das 7 horas da manhã à meia-noite. E continua válida a recomendação para que os sorrisenses evitem aglomerações; usem máscaras; higienizem as mãos com frequência com sabão ou álcool 70% e respeitem o período de quarentena no caso de testar positivo ou estar suspeito, evitando assim a proliferação do vírus.

Enquete. Participe!

O que você pensa sobre o fato de cada secretaria da Administração Municipal contar com um subsecretário?