Sorriso: empresa é vítima de golpe bancário via PIX após falsa ligação de atendente de banco

Na última terça-feira, um representante financeiro de uma empresa localizada em Sorriso foi alvo de um golpe bancário inusitado que resultou em prejuízo financeiro para a organização. De acordo com o registro policial, o estelionatário, fazendo-se passar por um atendente do banco, conseguiu acesso à conta bancária da empresa e realizou cinco transferências via PIX, totalizando R$ 19,9 mil, para duas contas sob suspeita.

Segundo informações fornecidas pelo denunciante aos investigadores da Polícia Civil, o golpe teve início quando ele recebeu uma ligação de um indivíduo se passando por um atendente do banco em que a empresa possui conta. O golpista alegou que uma atualização do navegador de segurança era necessária para evitar problemas com a conta. O representante financeiro, preocupado com a segurança da empresa, seguiu as orientações do fraudador e acessou a conta através do número repassado.

Contudo, o acesso foi negado, o que levantou suspeitas no representante financeiro. Desconfiado, ele desabilitou o acesso ao navegador e, posteriormente, reacessou a conta através do navegador fornecido pelo suposto atendente do banco. Foi nesse momento que, infelizmente, o golpe se concretizou. Ao acessar a conta via celular, o representante financeiro percebeu que cinco transferências haviam sido realizadas, totalizando um valor de R$ 19,9 mil.

O representante financeiro agiu rapidamente e dirigiu-se à agência bancária, onde solicitou a troca das senhas e o bloqueio imediato da conta. Apesar das medidas tomadas, os valores transferidos ainda não foram recuperados.

A Polícia Civil foi acionada e está investigando o caso para identificar os responsáveis pelo golpe.

Veja também

Homem é baleado no Jardim Carolina e é socorrido ao Hospital Regional de Sorriso

Sorriso: corpo de homem carbonizado é encontrado dentro de veículo

Ex-padrasto de vítima de estupro é preso após ameaçar mãe da criança para não denunciar crime

Ação integrada da PM e PRF apreende 200 quilos de drogas em Barra do Garças

“Considero o fim da ‘saidinha’ um avanço legislativo, mas precisamos de muito mais”, afirmou a primeira-dama de MT, Virginia Mendes.

Mulher é mantida em cárcere privado e agredida pelo marido; cortou seu cabelo com facão