Sorriso: homem perde R$ 13,2 mil em golpe do falso atendente de banco

Um homem de 43 anos registrou nesta semana  na delegacia de Sorriso, um caso alarmante de fraude junto à Polícia Civil, após cair vítima de um sofisticado golpe telefônico que resultou no desvio de R$ 13,2 mil de sua conta bancária. O incidente lança luz sobre a crescente sofisticação dos métodos utilizados por criminosos para enganar pessoas desprevenidas.

De acordo com o denunciante, o pesadelo começou com uma ligação aparentemente inofensiva de uma suposta loja, na qual o atendente questionou se ele havia autorizado uma compra de R$ 796. Percebendo que não havia feito tal compra, ele prontamente negou a transação. No entanto, esse foi apenas o começo de um elaborado estratagema.

Poucos minutos após a primeira ligação, o homem recebeu uma segunda chamada, desta vez de alguém se fazendo passar por um funcionário do seu banco. O indivíduo afirmou que havia detectado atividade suspeita em sua conta e ofereceu ajuda para resolver o problema. Alegando que o homem poderia cancelar a compra não autorizada por meio de um link que seria enviado, o golpista pediu que ele permanecesse em linha.

O que torna esse golpe particularmente insidioso é a manipulação psicológica empregada pelo criminoso. Durante a conversa, o estelionatário mencionou detalhes sobre uma suposta atualização do sistema bancário, incluindo porcentagens, numa tentativa de dar credibilidade à sua história. A vítima, inicialmente convencida pelas informações, manteve-se em ligação enquanto aguardava o tal link.

No entanto, a situação deu uma reviravolta quando o homem compartilhou detalhes sobre a conversa com sua enteada. Ela imediatamente reconheceu os sinais de um golpe e alertou-o sobre a possível armadilha. Ao confrontar o criminoso, o homem percebeu a verdade amarga: o dinheiro havia sido desviado de sua conta bancária, provavelmente enquanto ele estava distraído pela ligação.

As autoridades estão investigando o caso, mas especialistas alertam que golpes desse tipo têm se tornado cada vez mais comuns e elaborados. Recomenda-se que as pessoas permaneçam vigilantes ao receber ligações de fontes não verificadas e evitem compartilhar informações confidenciais por telefone. Além disso, é aconselhável entrar em contato diretamente com a instituição financeira em caso de dúvidas ou problemas em suas contas.

 

Veja também

Homem é baleado no Jardim Carolina e é socorrido ao Hospital Regional de Sorriso

Sorriso: corpo de homem carbonizado é encontrado dentro de veículo

Ex-padrasto de vítima de estupro é preso após ameaçar mãe da criança para não denunciar crime

Ação integrada da PM e PRF apreende 200 quilos de drogas em Barra do Garças

“Considero o fim da ‘saidinha’ um avanço legislativo, mas precisamos de muito mais”, afirmou a primeira-dama de MT, Virginia Mendes.

Mulher é mantida em cárcere privado e agredida pelo marido; cortou seu cabelo com facão