Sorriso: médica é agredida por paciente durante a realização de parto no Hospital Regional

A ocorrência acabou tendo repercussão em redes sociais e deixou bastante entristecida a médica, neste caso, vítima, que vinha de longo período de trabalho, realizando o 14º parto do dia.

Segundo ela, a agressão aconteceu por volta de 05 horas da manhã, no momento em que ela tentou evitar que a paciente sofresse queda. “Foi um trabalho de parto que evoluiu bem rápido. Ela já estava no momento expulsivo. Nós sabemos que é um momento importante na vida da mulher, mas que nem todas estão preparadas para aquela hora”, disse a médica.

Ela relatou ainda que em dado momento, foi ajudar a segurar a paciente para que não caísse da maca, quando acabou sendo agredida. “Ela não queria ficar deitada na maca. Eu e a técnica de enfermagem fomos segurá-la. A paciente me deu um chute com muita força. Eu caí, bati a cabeça, caí sentada e machuquei o cotovelo”.

Segundo a médica, muitas mulheres chegam despreparadas para o parto normal, principalmente no caso do primeiro filho e às vezes se desesperam. “Mas, nada justifica a violência. Foi uma agressão. E se ela tivesse caído da maca porque não seguramos, e tivesse batido a cabeça ou a barriga? ”, indagou.

A repercussão do caso em redes sociais acabou piorando a situação. Foram muitos os comentários de pessoas incentivando o comportamento agressivo da paciente. “O que mais me entristeceu nesta agressão, coisa que nunca me aconteceu antes, é o que as pessoas estão falando em redes sociais. Eu venho de uma família humilde. Sofri muito para me formar, porque gosto da medicina. Hoje a gente pensa se vale a pena, porque estão falando que tem que ser violenta mesmo. Só faltou dizer que tem que matar. Que mundo é esse? Ficamos muito entristecidos. A culpa das dificuldades no sistema não é nossa. Tentamos fazer o melhor com os recursos que temos, mas é difícil trabalhar assim. Só pedimos respeito e mais humanidade”, disse.

Dura realidade

As dificuldades que os profissionais enfrentam para atuar na saúde pública não são poucas. O Hospital Regional de Sorriso vem atendendo com quadro de funcionários reduzido mais ainda em virtude da Covid 19. E a média de pacientes internados diariamente na maternidade da unidade é de 40 pacientes. A unidade atende gestantes de toda a região. Em 2021 foram mais de 3.700 partos realizados.

(Colaborou Wellington Cássio)

Maninho Veículos
LCI Telecom
Programa Estação Sicredi

Veja também

comissão desfile 7 set

Sorriso: após 2 anos de pandemia, escolas retornam com os desfiles do dia 7 de setembro

insuf

TCE rejeita denúncia e libera Prefeitura de Sorriso para gastar R$ 1,8 mi com insulfilme

carros incendiados aerop

Carros pegam fogo em estacionamento de aeroporto de Sinop

PRAINHA TELES PIRES SNP

Corpo de homem que estava pescando é localizado no rio Teles Pires em Sinop

viatura pm notorna

Sorriso: menor é apreendido com motocicleta adulterada; escapamento barulhento chamou atenção

bolsonaro jn

Jornal Nacional entrevistará candidatos à Presidência da República; Jair Bolsonaro confirma presença