Sorriso: procedimento cirúrgico bariátrico é realizado uma única vez em paciente e valor da cirurgia é pago por pelo menos três vezes

A reportagem da Sorriso FM teve acesso a documentos que constam no Portal da Transparência do município de Sorriso, onde são registrados pagamentos diversos para um mesmo procedimento cirúrgico, envolvendo o nome de uma mesma paciente.

A senhora Luzia Rodrigues da Silva Barbiero, de 54 anos, sofria com obesidade mórbida, chegando a pesar 122 quilos e sofria muito com dores permanentes decorrentes de um problema ortopédico no joelho direito, além de artrose e problemas cardiovasculares. Ela entrou com um pedido de cirurgia no ano de 2019. Em 2021 a liminar foi concedida pelo juiz, após pedido feito pelo Ministério Público, lhe dando o direito de fazer uma cirurgia bariátrica paga pelo governo do Estado, com recursos liberados por meio do Fundo Municipal de Saúde do Município de Sorriso.

De acordo com a paciente, que concedeu entrevista à reportagem da Sorriso FM, ela estava na fila de regulação desde o ano de 2019 e o procedimento cirúrgico bariátrico foi realizado de fato em um hospital particular do município de Sorriso, no dia 21 de agosto de 2021. Para o procedimento foram pagos os valores de R$ 21.230,00, referente ao pagamento de honorários médicos, destinado ao médico que realizou de fato a cirurgia na paciente e o valor de R$ 15.390,00 para o hospital referente às despesas dos serviços hospitalares.

Porém, no Portal da Transparência do Município de Sorriso, constam outros valores empenhados e pagamentos referentes ao mesmo procedimento cirúrgico e usando a mesma liminar concedida pela Justiça, cujo número do processo judicial é o nº 1005654-812019.8.11.0040 e alvará judicial Nº 727261-8/2021 TJ Sorriso/MT. A empresa credora dos valores teria sido a S.N.R CHOCAIR CONSULTÓRIOS, com sede em Cuiabá. A paciente citada no processo afirmou que realizou um único procedimento cirúrgico, em um hospital de Sorriso e que nunca esteve em Cuiabá para realizar cirurgias.

Os outros valores pagos foram efetuados nas datas de 30/06/2021, por meio do empenho de Nº 8711 e 27/07/2021, por meio do empenho de Nº 10.143, sendo cada um no valor de R$ 37.350,00. Outros empenhos foram apresentados, para pagamentos de despesas referentes ao mesmo processo judicial, na data de 30/09/2021 sob o Nº 12914, no valor de R$ 37.250,00 e no dia 29/10/2021 com o nº 15299, no valor de R$ 31.852, porém não há informações se estes valores chegaram ou não a serem pagos.

Os procedimentos de alta complexidade eram liberados pela servidora Marilei Oldoni Dias, que era responsável pelo Apoio Judicial na Secretaria de Saúde de Sorriso. A mesma foi afastada de suas funções e foi aberto um processo investigativo administrativo. Bem como o secretário municipal de Saúde, Luis Fabio Marchioro protocolou uma denúncia junto ao Ministério Público para que proceda com uma investigação. De acordo com o secretário, os desvios de recursos públicos, decorrentes de pagamentos em duplicidade de procedimentos, ultrapassam um milhão de reais.

Saiba mais: https://r9news.com.br/secretario-diz-que-dinheiro-de-fraude-da-saude-em-sorriso-ia-sempre-para-a-mesma-empresa-na-capital/

 

Confira os documentos que constam no Portal da Transparência:

doc cirurgias (1)

Maninho Veículos
LCI Telecom
Programa Estação Sicredi

Vídeo da notícia

Veja também

thumb__600_0_0_0_auto (12)

Unidade móvel do Hospital do Amor atenderá na Zona Leste e no Mário Raiter

COVIDDD

Prefeitura confirma mais um óbito por covid-19

variola-monkeypox-adobe-stock-970x550

MT acompanha 13 casos suspeitos de varíola dos macacos

Monkeypox,New,Disease,Dangerous,Over,The,World.

Caso suspeito de Monkeypox em Sorriso ainda não foi confirmado; paciente segue em observação

vacinacao-vg

Campanha de multivacinação em Sorriso terá início no dia 15 de agosto

6b1a658df9dc2115269663f1157e1954

Exames confirmam dois casos de varíola dos macacos em Cuiabá