Sorriso: projetos dos apartamentos já estão em análise na Caixa Econômica

á estão sendo analisados pela Caixa Econômica Federal os projetos dos conjuntos habitacionais que vão abrigar os 1.040 apartamentos que serão erguidos em Sorriso por meio da parceria entre Prefeitura, Governo do Estado e apoio da União

Os apartamentos, que serão financiados via Caixa Econômica Federal, serão erguidos em três pontos de Sorriso, para famílias integrantes das Faixa 1 (renda bruta familiar de até R$ 2.640,00), Faixa 2 (de R$ 2.640,00 a R$ 4.400,00), e Faixa 3 (R$ 4.400 a R$ 8 mil). Com destinação de áreas pelo Município, o Governo do Estado vai subsidiar até R$ 20 mil por unidade e o Governo Federal até R$ 55 mil para facilitar o processo de financiamento dos imóveis junto à Caixa Econômica Federal.

Os condomínios, que contarão com guarita e área de lazer, serão distribuídos no Residencial Vila Bela (240 apartamentos), Topázio (160), Verdes Campos (dois condomínios com 320 apartamentos cada). Cada apartamento será composto por sala, dois quartos, cozinha, banheiro social e área de serviço, com área construída mínima de 45 m².

Os projetos foram elaborados pela empresa Engemat Engenharia de Materiais, selecionada, por meio do Chamamento Público 001/2023, para projetar e construir os apartamentos. “Estamos acompanhando este processo e sabemos o quão importante, para cada família, ter a casa própria”, destacou o prefeito Ari Lafin, lembrando que, agora, a empresa depende da aprovação da Caixa para seguir com todos os trâmites necessários.

“Estamos com uma expectativa muito boa em relação à aprovação pela Caixa, visto que avaliamos de maneira muito positiva o material apresentado: prédio bonito, um ambiente agradável e, boa organização dos cômodos, enfim, um lugar especial para ser o lar de 1.040 famílias sorrisenes”, avaliou Ari.

Coordenador do Departamento de Habitação, que integra a Secretaria da Cidade (Semcid), Brendo Braga lembrou que as famílias interessadas podem preencher já o pré-cadastro no site da Prefeitura, clicando aqui, no entanto, somente a partir da aprovação de todos os projetos pelo Governo do Estado, assim como pela Caixa Econômica Federal é que, efetivamente, será dado início ao processo de cadastramento oficial das famílias que serão selecionadas para poder financiar os apartamentos.

Veja também

Três bebês morrem em UTI neonatal no mesmo dia em MT e Polícia Civil inicia investigação

MPMT aponta desafios para a proteção integral nos 34 anos do ECA

Inscrições abertas para sorteio do Camarote do Autista no jogo do Cuiabá no próximo domingo (21)

Seminário de Gestão da Saúde debate temas de relevância para o SUS em MT

Sorriso se despede do Pioneiro Olice Roque Greggio

Incêndio de grandes proporções destrói o Shopping Popular em Cuiabá