Geral

Tatuador é preso em MT por manter cobras em estúdio de tatuagem

Publicado em 29/07/2020

Um tatuador foi preso na noite dessa terça-feira (28) em Rondonópolis depois que a polícia encontrou duas cobras no estúdio de tatuagem dele. Segundo a Polícia Ambiental, José André Tavares criava os animais silvestres sem autorização do Instituto Brasileiro do Meio Ambiente e dos Recursos Naturais Renováveis (Ibama). O G1 tenta localizar a defesa do tatuador.

A polícia foi até o local depois de receber uma denúncia de que o tatuador teria abusado sexualmente de uma cliente dele. E durante a ocorrência encontrou as cobras das espécies jiboia e corn snake (cobra-do-milho), originária dos Estados Unidos.

As cobras foram apreendidas. A jiboia, que pertence à fauna silvestre nacional, vai ser solta numa área de mata. Já o destino da outra vai depender de uma decisão dos órgãos ambientais.

No boletim de ocorrência registrado pela Polícia Militar conta que durante rondas no Bairro Cophalis, a polícia encontrou o namorado da cliente dizendo que ela tinha sofrido uma tentativa de estupro e que o suspeito estava no local no crime, ou seja, no estúdio de tatuagem.

G1 MT

Enquete. Participe!

Em sua opinião, o município de Sorriso deveria montar leitos de UTI?