TJ-MT aumenta auxílio-saúde de juízes e desembargadores em até 100%

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook

A presidente do Tribunal de Justiça de Mato Grosso (TJMT), Maria Helena Gargaglione Póvoas, autorizou o aumento de até 100% do auxílio-saúde de juízes e desembargadores de Mato Grosso. Agora os magistrados poderão receber até R$ R$ 3.546,22 em forma de indenização com gastos em saúde.

De acordo com a portaria publicada na quarta-feira (2) no Diário Eletrônico de Justiça, a Corte Estadual alterou o Programa de Assistência à Saúde Suplementar para Magistrados do Poder Judiciário.

“O auxílio será concedido em cota única mensal máxima no valor de 10% do subsídio percebido pelo magistrado ativo  ou  inativo, incluídos neste limite eventuais dependentes”, diz trecho da portaria. Com isso, o valor do auxílio-saúde dos magistrados que era 5% do valor do seu salário, passa a ser 10%.

Atualmente os magistrados de primeira instância recebem salários entre R$ 27.4 mil e R$ 33.6 mil. Com isso, o auxílio-saúde será de R$ 2.7 mil e R$ 3.3 mil. Já os desembargadores que atuam em segunda instância têm um salário de R$ 35.462 mil. Diante desse valor, o auxílio-saúde pode chegar a R$ 3.546,22.

O auxílio-saúde é mais um dos penduricalhos que o Judiciário brasileiro possui. Tal benefício não possui natureza remuneratória, portanto, não havendo incorporação ao subsídio para qualquer efeito, inclusive para concessão de gratificação natalina.

“Não se caracteriza como rendimento tributável e nem constituirá base para incidência de contribuição previdenciária; não poderá ser recebido em cumulação com outro auxílio ou benefício de mesma natureza e que possua objetivo idêntico; não integrará a base de cálculo para margem consignável”, diz trecho da portaria que instituiu o benefício no Tribunal de Justiça de Mato Grosso.

Maninho Veículos
LCI Telecom
Programa Estação Sicredi

Veja também

28d22ea8debbc6b199988d13574fc667

STF autoriza licença paternidade de 180 dias para servidores públicos

627b2343c2646efd56

Justiça publica lista de credores de transportadora de Sorriso que deve R$ 37,7 mi

5e340771c3d5915014a6302055439ce1

TCE-MT e AMM debatem criação de sistema de planejamento e contabilidade e avançam na implantação do GPE

cidadaos com voz e vez

Conheça o projeto Cidadãos com Voz e Vez desenvolvido em Sorriso (vídeo)

phpThumb (19)

Fórum de Nova Ubiratã abre processo seletivo credenciar fisioterapeuta e psicologia

15045641_2

Justiça nega liberdade a acusado de dirigir na contramão e matar motorista de aplicativo e passageira em MT