Trabalhador que resgatou colega após inalar gás morre asfixiado durante manutenção de poço

Um trabalhador, de 36 anos, morreu asfixiado após resgatar um colega de um poço, na tarde deste domingo (17). Eles faziam a manutenção da estrutura, em Tangará da Serra, a 242 km de Cuiabá. Segundo o Corpo de Bombeiros, o trabalhador não conseguiu sair a tempo depois de resgatar o colega.

Os bombeiros informaram que o caso aconteceu na Gleba Triângulo, uma área rural do município. Os trabalhadores teriam inalado gás metano.

Um deles estava fora do poço e viu quando o colega perdeu a consciência por conta do gás. Em seguida, ele entrou no poço para fazer o resgate e tirar o colega de dentro do local.

O trabalhador conseguiu amarrar a corda na vítima e retirá-la do poço, mas também passou mal e não conseguiu sair a tempo. O Serviço de Atendimento Móvel de Urgência (Samu) foi acionado para socorrer as vítimas.

Os bombeiros fizeram o resgate do trabalhador e o Samu constatou a morte.

A Perícia Oficial e Identificação Técnica (Politec-MT) também esteve no local.

Veja também

Rio Grande do Sul: 18 escolas públicas de Porto Alegre retomam aulas nesta segunda-feira (20)

Padre Augustinho Bona que morreu em Sorriso ontem, será sepultado no Paraná

Corpo de bombeiros captura cobra cascavel em empresa de Sorriso

Governador defende eficiência e que Brasil lidere setor da economia verde

Medida Provisória do Auxílio Reconstrução do Rio Grande do Sul entra em vigor

Ministro Alexandre de Moraes suspende por mais 90 dias processo sobre Ferrogrão no STF