Transportadoras de Sinop, Sorriso e região buscam ‘rotas alternativas’ por causa do baixo preço do frete até Miritituba

Várias empresas no setor de transportes de produtos, sediadas em Sinop, Sorriso e região, estão desde o início da semana, buscando rotas alternativas para transportar soja e milho. O grupo de empresários realiza um manifesto buscando o reajuste do preço do frete para o transporte de grãos até o porto de Miritituba, no Pará.

Os empresários vem buscando chamar a atenção das tradings do agronegócio do aumento considerável nos custos com diesel, além de manutenções da frota de carretas e buscam reajustar o preço dos fretes. Entretanto, até o momento não houve nenhuma sinalização para um aumento no valor.

“Não houve uma reação, as tradings seguraram, estão embarcando 30% do que estava e o preço segue lá embaixo. A gente continua quieto, recuamos e estamos fazendo outras rotas, para Rondonópolis, Araguari, Araguaia, Santarém, menos para Miritituba”, explicou a empresária Sonia da Rocha Carvalho Falcheto.

Proprietária de oito caminhões, ela detalhou que mesmo com o preço da soja subindo, as companhias seguem com o preço do frete baixo. “A soja (preço) começou a reagir, mas ninguém fala de um preço de frete diferenciado. A soja teve uns reajustes bons, mas os fretes continuam o mesmo e ainda um pouco pior”, revelou.

Sonia explica ainda que algumas transportadoras vêm aproveitando os últimos dias para fazer manutenção na frota, até que tenham alguma novidade. “A decisão do nosso grupo é ficar quieto e vamos para rotar alternativas, aguardar um preço diferenciado. Estamos 100% do grupo com rota alternativa. Cada procurando aquilo que é melhor, alguns procuraram para fazer manutenção”, declarou.

O empresário Vanderlei Neto acrescenta que “a rota de Miritituba baixou tanto que está sem condições de rodar, cobre o custo da viagem. Tem caminhões que estão parando, outros vão seguir para outros roteiros. A grande maioria está optando por paralisar, em não rodar o caminhão porque está ficando completamente inviável”, finalizou.

O preço do frete até Mirituba está na média de R$ 283. Para outras rotas, os empresários vêm encontrando fretes a R$ 399 até Santarém, Araguari a R$ 350 e Rondonópolis entre R$ 200 e R$ 224. Há também transbordos em torno de R$ 72.

Maninho Veículos
LCI Telecom
Programa Estação Sicredi

Veja também

Algodão incendiado

Incêndio destrói milhares de fardos de algodão e deixa prejuízo milionário no Nortão

energiza

Mutirão em Sorriso realiza negociações com parcelamento em até 24 vezes

Dinheiro, Real Moeda brasileira

Cerca de R$ 9,2 bilhões de saque extraordinário voltarão ao FGTS

thumb__600_0_0_0_auto - 2022-08-04T083155.301

Sine Sorriso tem 363 Vagas de emprego em aberto

caminhoneiros (1)

Auxílio a caminhoneiros será pago por meio de poupança social digital

governo-paga auxilio-brasil-a-beneficiarios-com-nis-final-7-scaled

Mais 2,2 milhões de famílias vão receber Auxílio Brasil de R$ 600