Uso de máscaras volta a ser exigido em vários municípios de Mato Grosso

Com a alta do número de infectados pelo coronavírus, que causa a Covid-19, o uso de máscaras voltou a ser recomendado ou até obrigatório em ambientes fechados, em diversos municípios de Mato Grosso.
Isso ocorre pouco mais de dois meses após o Governo do Estado decidir retirar a exigência da utilização do acessório, devido à queda do número de casos, de internações e de mortes decorrentes da doença.

Entre essas cidades estão Guiratinga, São José do Povo, Tangará da Serra e Cáceres.
Em São José do Povo (262 km ao Sul de Cuiabá), o uso de máscara voltou a ser obrigatório na última segunda (13), com validade até 31 de junho, conforme decreto nº 37/2022.

Por lá, o equipamento passa a ser obrigatório em locais fechados e cobertos, em eventos e estabelecimentos públicos ou privados.

Além do aumento da Covid-19, a prefeitura considerou a circulação do vírus da gripe.

Decisão semelhante foi tomada pela Prefeitura de Guiratinga (328 km ao Sul da Capital), que determinou a obrigatoriedade nos ambientes fechados públicos e privados localizados na cidade.

Já em Tangará da Serra (239 km a Noroeste de Cuiabá), os gestores municipais voltaram a recomendar o uso do acessório facial, especialmente, em locais fechados.

Em entrevista à imprensa, a secretária municipal de Saúde, Gicelly Zanatta, garantiu que o órgão está atento à evolução da pandemia na cidade, que contabiliza quase cem novos casos confirmados desde o início do mês.

Destes, conforme a SMS, a maioria estava com o esquema vacinal incompleto o que é um indicativo sobre a eficácia da imunização.

Caso o índice de transmissão continue subindo, o município não descarta a adoção ou recomendação de medidas restritivas mais enérgicas.

Uma das últimas prefeituras a voltar a recomendar a utilização do equipamento de proteção individual (EPI) é a de Cáceres (225 km a Oeste de Cuiabá).

A medida está prevista no decreto nº 409, datado de 07 de junho e que traz a obrigatoriedade em alguns casos e facultando em outros.

Assinado pela prefeita Eliene Liberato Dias, o documento torna o uso obrigatório em estabelecimentos e serviços de saúde, idosos acima de 70 anos, imunossuprimidos, pacientes com comorbidades, pessoas não imunizados contra Covid-19, pessoas com sintomas gripais bem como aquelas que tiverem contato recente com pacientes acometidos pelo vírus.

Também vale para alunos e todos os profissionais das unidades de ensino de educação infantil e instituições de ensino fundamental públicas e privadas, onde a exigência se estende a todos que adentrarem a unidade escolar.

O documento faculta o uso nos atendimentos ao público em geral, igrejas templos e congêneres, estádios e ginásios esportivos em geral, supermercados e demais estabelecimentos comerciais.

Para a prefeita Eliene Dias, a medida se faz devido ao aumento dos casos de coronavírus registrado na cidade nos últimos dias e que apesar de leves em sua grande maioria preocupam a Secretaria Municipal de Saúde.

“Precisamos completar o ciclo vacinal, não podemos nos acomodar, estamos vacinando as doses de reforço, compareçam aos nossos postos de vacinação, principalmente para 3ª dose para os públicos elegíveis e a 4ª dose para pessoas acima de 50 anos”, disse.

No Estado, o uso da máscara deixou de ser obrigatório em 8 de março deste ano, quando o Governo revogou o artigo 1º do decreto nº 1.134, de 1 de outubro de 2021.

A partir da publicação, o Estado passou aos gestores municipais a decisão sobre a obrigatoriedade do uso equipamento de proteção individual em espaços públicos e privados, tendo como base as circunstâncias sanitárias locais.

Vale reforçar que pessoas com sintomas gripais e grupos de riscos, como idosos, pessoas imunossuprimidas, gestantes, sempre foram aconselhados a continuar com o uso do acessório, isso por que esse público possui uma grande vulnerabilidade às formas graves da doença.

Maninho Veículos
LCI Telecom
Programa Estação Sicredi

Veja também

“O uso das máscaras evita o colapso do sistema de saúde e impede o surgimento de novas variantes da Covid-19”, afirma especialista do Mt Saúde

Prefeitura confirma mais um óbito

thumb__600_0_0_0_auto (1)

Prefeitura de Sorriso confirma mais uma vítima da covid-19

thumb__600_0_0_0_auto - 2022-01-31T070715.398

Sorriso: morador do Rota do Sol é mais uma vítima da covid-19

thumb__600_0_0_0_auto - 2022-01-28T150626.715

Secretaria realiza ação no Mário Raiter para imunizar crianças de 6 a 11 anos

thumb__600_0_0_0_auto (59)

Sorriso dará início nesta terça à imunização infantil contra a covid-19

acervo-sp1-limpo-20220114-1130-frame-62934

Menino indígena de 8 anos é a primeira criança a receber dose de vacina infantil contra Covid-19