Saúde

Vacinação contra H1N1 tem meta de imunizar 15 mil pessoas no Sistema Penitenciário

Por: Cerca de 15 mil pessoas, entre servidores do Sistema Penitenciário e a população carcerária, começaram a ser imunizados contra o vírus H1N1 em Mato Grosso. Ontem, o Centro de Custódia de Cuiabá (CCC) e a Cadeia Pública do Capão Grande receberam as doses e começaram a imunizar o público alvo. Em Cuiabá e Várzea Grande, a equipe retira as doses nas secretarias municipais de saúde. Já no interior, os Escritórios Regionais de Saúde encaminham as doses previstas para cada unidade penal. Vacinação na PCE Créditos: Assessoria Na Penitenciária Central do Estado (PCE), a maior unidade prisional de Mato Grosso, a campanha de vacinação deve levar cerca de 12 dias. São previstos pela equipe de saúde da PCE, a vacinação cela por cela, sem misturar os presos, em razão do coronavírus. A previsão é de imunizar 200 presos por dia. Coronavírus Em Mato Grosso, nenhum preso tem suspeita de Covid-19. Para evitar o contágio nas unidades, foram suspensas, por tempo indeterminado, as visitas presenciais dos familiares e advogados, aulas, trabalhos extramuros e atividades religiosas dentro das unidades. As visitas presenciais foram substituídas por ligações de vídeo, e-mail ou carta. Somente será permitida a realização de chamada de áudio e/ou vídeo de uma pessoa por recuperando, de visitantes já cadastrados. A duração da ligação será de no máximo cinco minutos e deverá ser assistida por servidores penitenciários. Publicado em 28/04/2020

Cerca de 15 mil pessoas, entre servidores do Sistema Penitenciário e a população carcerária, começaram a ser imunizados contra o vírus H1N1 em Mato Grosso. Ontem, o Centro de Custódia de Cuiabá (CCC) e a Cadeia Pública do Capão Grande receberam as doses e começaram a imunizar o público alvo.

Em Cuiabá e Várzea Grande, a equipe retira as doses nas secretarias municipais de saúde. Já no interior, os Escritórios Regionais de Saúde encaminham as doses previstas para cada unidade penal.

Vacinação na PCE
Créditos: Assessoria

Na Penitenciária Central do Estado (PCE), a maior unidade prisional de Mato Grosso, a campanha de vacinação deve levar cerca de 12 dias. São previstos pela equipe de saúde da PCE, a vacinação cela por cela, sem misturar os presos, em razão do coronavírus. A previsão é de imunizar 200 presos por dia.

Coronavírus

Em Mato Grosso, nenhum preso tem suspeita de Covid-19. Para evitar o contágio nas unidades, foram suspensas, por tempo indeterminado, as visitas presenciais dos familiares e advogados, aulas, trabalhos extramuros e atividades religiosas dentro das unidades.

As visitas presenciais foram substituídas por ligações de vídeo, e-mail ou carta. Somente será permitida a realização de chamada de áudio e/ou vídeo de uma pessoa por recuperando, de visitantes já cadastrados. A duração da ligação será de no máximo cinco minutos e deverá ser assistida por servidores penitenciários.

Enquete. Participe!

Em sua opinião, o município de Sorriso deveria montar leitos de UTI?