330 mil hectares de terras indígenas em MT são alvo de mineradoras

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook

Apesar da exploração da mineração em terras indígenas ser proibida pela legislação, estão ativos na Agência Nacional de Mineração (ANM) pedidos de exploração em 331,1 mil hectares dentro dessas áreas de preservação. Os dados fazem parte do projeto Infoamazonia e foram coletados em novembro de 2021.

Segundo o projeto, Mato Grosso é o quinto estado com maior área em terras indígenas com pedidos de exploração mineral. Os 331,1 mil hectares equivalem a 436,8 mil campos de futebol.

As terras indígenas em Mato Grosso com mais pedidos de exploração são a Vale do Guaporé (entre Comodoro e Pontes e Lacerda), Sararé (entre Conquista D’Oeste, Nova Lacerda e Vila Bela da Santíssima Trindade) e Aripuanã (entre Aripuanã e Juína.

Na terra indígena Aripuanã, por exemplo, existem povos isolados, que pode ser afetados caso os requerimentos para exploração em 27,2 mil hectares sejam aprovados.

De acordo com o Infoamazonia, as mineradoras buscam extrair em Mato Grosso ouro, titânio, fosfato, diamante, além de minérios de ouro, manganês e cobre.

Maninho Veículos
LCI Telecom
Programa Estação Sicredi

Veja também

cavalo ruas de sorriso

Sorriso: cavalo circula por ruas da cidade e chama a atenção da população

Fiscalização na Reserva Extrativista Guariba Roosevelt

Governo de MT não participa de operação em Reserva Roosevelt

anta-resgatada-pela-sema

Anta encontrada com corte na cabeça por faca recebe aplicação células-tronco em MT

thumb__1280_0_0_0_auto - 2022-05-17T151055.826

Coleta seletiva de resíduos será gradativamente ampliada a partir da próxima semana

thumb__1280_0_0_0_auto - 2022-05-17T145148.280

Equipe que coleta resíduos sólidos vai para o Setor 8 na próxima semana

thumb__1280_0_0_0_auto - 2022-05-16T170400.704

Dia de Campo irá apresentar a realidade de uma Horta Urbana