Conecte-se conosco

Oi, o que você está procurando?

Ouça a melhor programação todos os dias. Sintonize 99,1 Sorriso FM - Do jeito que você gosta!

Polícia


Atuação de cães farejadores coíbe entrada de entorpecentes na Penitenciária da Mata Grande

Roupas, medicamentos, alimentos… coisas que não passam despercebidas pelos policiais penais da Penitenciária da Mata Grande, localizada em Rondonópolis (222 km de Cuiabá). E para pequenos detalhes que fogem ao alcance do olho humano ou da tecnologia dos scâneres, há o reforço de cinco cães que compõem o canil localizado na unidade.

A rotina de Glock, Margô, Athena, Drago e Stark é intensa: duas vezes por semana há a revista interna no raio da unidade: celas, colchões e pertences pessoais dos presos são todos revistados com o apoio dos cães farejadores. À noite os cães também atuam na guarda da muralha, tanto externa quanto internamente.

Há ainda os treinamentos, necessários para que os cães adquiram novas habilidades e mantenham aquelas que já foram conquistadas. Mas é no corpo da guarda que a atuação dos animais tem ganhado bastante destaque ultimamente.

No início deste mês, uma mulher foi presa após tentar levar um ventilador que continha porções de maconha, celular, bateria e carregador. O alerta veio de um dos cães farejadores e os policiais penais prontamente agiram e encontraram os ilícitos. A mulher foi conduzida à delegacia.

“Hoje não entra mais nada dentro da Mata Grande que não passe pela revista de nossos cães. Inclusive no caso de presos que saem para trabalhar, quando retornam passam pela revista dos animais também”, explicou o policial penal responsável pelo canil, José Ricardo Segatto.

Percebendo a atuação exitosa dos cães, houve quem abandonasse frascos de medicamentos que continham drogas, próximo à entrada do presídio. O caso ocorreu no início deste mês enquanto a cadela Glock auxiliava na revista dos materiais que foram deixados para os internos da unidade. 

Outro caso ainda ocorreu quando um dos cães deu o alerta para uma bermuda que seria entregue a um dos presos. De acordo com Ricardo, os policiais penais não conseguiram identificar a droga de pronto, já que a costura do cós estava intacta. No entanto, com o alerta do cão, eles abriram a costura e encontraram maconha na peça.

Uma das drogas difíceis de serem detectadas era o LSD, já que é uma espécie de selo utilizado embaixo da língua e pode ser facilmente escondido dentro de livros. Mas isso não está acontecendo na Mata Grande.

Propaganda. Role para continuar lendo.

“90% dos policiais penais não sabiam identificar o LSD e os scaner também nem sempre identificava. Mas os cães identificam rapidamente. Logo, conseguimos diminuir exponencialmente a quantidade de entorpecentes que entravam na unidade, inclusive de LSD”, pontuou Ricardo.

Antigamente os animais atuavam de vez em quando na revista dos materiais entregues pelos familiares. Em dois meses de atuação diária, Ricardo acredita que apenas 10% dos familiares seguem levando pertences aos recuperandos. 

“Quem ia na unidade só para entregar entorpecentes ou algum tipo de material ilegal já desistiu de continuar. Nada mais passa com o reforço da atuação de nossos cães”, disse o policial penal.

Clique para comentar

Deixe um comentário

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *

Veja também

A Voz do Povo

A campanha de vacinação antirrábica já teve início em localidades do interior em Sorriso. Cerca de 15 mil doses foram disponibilizadas para imunizar cães...

A Voz do Povo

Secretário de Transportes, Leonir Capitâneo fala sobre o trabalho de reconstrução da Ponte sobre o Rio Verde que estava em péssimas condições. A ponte...

A Voz do Povo

Força tarefa envolvendo setor de segurança, Centro de Ressocialização, Poder Judiciário e Prefeitura de Sorriso realiza limpeza na vala de escoamento de água às...

A Voz do Povo

Presidente do Democratas, Nereu Bresolin comenta decisão de apoiar Ari Lafin tomada em convenção do partido. Durante a convenção também foi definida a nominata...

A Voz do Povo

Representantes da AUTTS – Associação de Trabalhadores no Trânsito de Sorriso , Circe Ione Pianesso da Silva e Gladmir Suzin estiveram ao vivo no...

A Voz do Povo

Rotary Clube de Sorriso promove há 19 anos projeto de limpeza do Rio Lira

Curta a nossa página

+ Mais notícias

Primeiro Impacto

O presidente Jair Messias Bolsonaro acaba de pousar no aeroporto João Figueiredo em Sinop. Bolsonaro vista Sinop e Sorriso nesta sexta-feira (18/09). Centenas de...

A Voz do Povo

Confira como foi a cobertura jornalística feita pela equipe de jornalismo da Sorriso FM nesta sexta-feira (18/09), com as reportagens de Ivan Oliveira e...

Polícia

Um funcionário um homem de 31 anos, em surto psicótico na noite desta quinta-feira (17), por volta das 19h10m, com uma pá carregadeira destruiu...

Primeiro Impacto

Presidente Jair Bolsonaro recebeu da Câmara Municipal a honraria do Título de Cidadão Sorrisense. Prefeito Ari Lafin entregou lista das demandas do município.

A Voz do Povo

O advogado, Evandro Vozniak fala sobre representação em desfavor de Adriana Tavares por ofensas à integrantes do PSDB. Confira a entrevista feita por Ivan...

Primeiro Impacto

Na manhã desse sábado(19/09), um grupo de voluntários do Rotary Club realizaram mais uma limpeza do Rio Lira. O projeto de limpeza do rio...

Educação

As escolas de tempo integral (Plenas) e as militares se destacaram com a melhores notas no índice de Desenvolvimento da Educação Básica (Ideb) 2019,...

Polícia

Nesta sexta-feira (18) a equipe da Polícia Rodoviária Federal (PRF) abordou o veículo M.Benz, cor azul, com placas de Brasilândia do Sul/PR, no km...

Propaganda