Cinco são denunciados por morte de jovem de MT após vídeo no TikTok

O Ministério Público de Mato Grosso (MPE) ofereceu denúncia contra cinco pessoas que estariam envolvidas no assassinato de Ellen Nascimento da Silva, 21 anos, que ocorreu em abril deste ano, em Brasnorte, a 580 km de Cuiabá. Foram denunciados pelo MPE: Erick Vinicius Colen Felix, Ryan Aparecido Correa da Silva, Ueslen Gonçalves Barros, Luiz Rafael de Oliveira e Mateus Lino Ramos.

A Promotoria de Justiça afirma que o crime foi cometido por vingança, em represália ao fato de que Ellen, no dia anterior ao crime, teria feito um vídeo no TikTok sinalizando apoio a uma facção rival à dos suspeitos. Por isso, os cinco acusados “reuniram-se para lhe dar um ‘salve’ – penalidade na linguagem criminosa”, afirma a denúncia. O corpo da menina foi encontrado com as mãos amarradas, na zona rural do município.

Denúncia do MPE

Na denúncia, oferecida no dia 12 de maio, os cinco são acusados de homicídio com as qualificadoras de: motivo fútil; meio cruel e sem possibilidade de defesa da vítima, além de corrupção de menores, já que uma adolescente teria participado do crime.

O suposto envolvimento da menor de idade com o caso vai ser apurado em outros autos, conforme prevê o Estatuto da Criança e do Adolescente (ECA).

Segundo o MPE, dia 19 de abril de 2022, por volta das 23h50, Mateus ‘atraiu’ Ellen até a quitinete em que ele morava. Lá já estavam Luiz Rafael, Erick e uma adolescente. A vítima foi vendada, amarrada e depois Ueslen chegou em um veículo e o grupo levou a vítima até o lugar onde ela foi morta.

Ryan é apontado como a pessoa que fez os dois primeiros disparos e Luiz, os dois últimos. Há ainda uma sexta pessoa que teria participado do assassinato, mas que ainda não foi identificada, diz a Promotoria de Justiça.

Na denúncia, o Ministério Público pede ainda que sejam mantidas as prisões preventivas de Erick, Ryan e Ueslen.

Entenda o caso

Ellen saiu de casa no dia 19 de abril para ir até a casa de um amigo e não foi mais vista. A mãe contou que ela levou apenas o celular e não entrou mais em contato. Segundo a polícia, a jovem disse que queria viajar e estava com a mala pronta em casa, porém, havia desistido da ideia.

De acordo com o delegado Eric Marcio Fantin, integrantes de uma facção criminosa não gostaram de um vídeo que Ellen publicou no TikTok. No vídeo, a jovem teria feito um gesto sutil em alusão à uma facção criminosa rival do namorado, o que teria motivado o crime.

Seis integrantes estariam envolvidos na morte de Ellen, segundo a polícia. Um deles contou à polícia que foi obrigado pelos companheiros a levar a jovem até o local na zona rural onde ela foi amarrada e executada por eles. A polícia identificou os autores do homicídio. Dois rapazes realizaram os disparos e outro ordenou a execução, de acordo com a investigação.

Maninho Veículos
LCI Telecom
Programa Estação Sicredi

Veja também

DHPP de Cuiabá em investigações

Atuação concentrada no esclarecimento de homicídios a mando de facções reforça enfrentamento qualificado e resulta em 35 prisões

mulher algemada

Bêbada, mulher esfaqueia o marido e acaba presa no Nortão

INVESTIGAÇÃO-ESTELIONATO-990x556

Polícia de Mato Grosso pega em São Paulo estelionatário que abriu contas e contraiu empréstimos com documentos falsos

Delegacia de Sorriso

Suspeito de abuso sexual contra enteada é preso em Sorriso pela Polícia Civil

b8161383-1798-4532-9d9a-84a0db28bd5b

Mercadorias contrabandeadas do Paraguai são apreendidas pela PRF em MT

Viatura Polícia Civil capa (1)

Lucas: funcionário é preso por desvio de material de construção de loja