Corpo de Bombeiros de Mato Grosso implanta plano de operações para combater incêndios florestais

O Corpo de Bombeiros Militar de Mato Grosso (CBMMT) anunciou a implementação do Plano de Operações para a Temporada de Incêndios Florestais (POTIF) na Fase de Resposta do estado. O plano prevê a presença de mais equipes e brigadas em 60 municípios do Estado, incluindo aqueles que já possuem unidades operacionais da corporação. A seleção dessas cidades foi baseada em um estudo dos focos de calor monitorados via satélite pelas equipes dos Comandos Regionais e do Batalhão de Emergências Ambientais (BEA), subordinado à Diretoria Operacional.

De acordo com o comandante do BEA, tenente-coronel Marco Aires, “todos os municípios onde serão instalados instrumentos de resposta temporários foram escolhidos a partir dos registros de focos de calor, a fim de coibir os incêndios nas regiões mais críticas do Estado. Ao longo do período proibitivo do uso de fogo, parte dos instrumentos podem ser deslocados, além do reforço com a implantação de mais equipes em campo para garantir um combate ao incêndio mais efetivo.” A decisão foi tomada durante a reunião do Comitê do Fogo, realizada nesta segunda-feira (26.06).

O Plano de Operações da Temporada de Incêndios Florestais (POTIF) para 2023 prevê a implantação de 81 instrumentos de resposta, incluindo 25 unidades do Corpo de Bombeiros, 29 Brigadas Estaduais Mistas, 17 Brigadas Municipais Mistas, sete Bases Descentralizadas Bombeiro Militar e quatro Equipes de Intervenção e Apoio Operacional. Esses instrumentos serão distribuídos nas sete regionais do Corpo de Bombeiros, de acordo com a definição da fase de respostas contida no POTIF, visando combater os incêndios florestais nos municípios e biomas com maiores registros de focos de calor.

Os municípios estrategicamente selecionados para a instalação dos instrumentos de resposta incluem Cuiabá, Várzea Grande, Barão de Melgaço, Nobres, Nossa Senhora do Livramento, Santo Antônio do Leverger, Jaciara, Campo Novo do Parecis, Rondonópolis, Primavera do Leste, Paranatinga, Alto Paraguai, Feliz Natal, Nova Ubiratã, União do Sul, Chapada dos Guimarães, Campo Verde, Poconé, Gaúcha do Norte, Rosário Oeste, Cláudia, Diamantino, Lucas do Rio Verde, Sorriso, Sinop, Nova Mutum, Colíder, Guarantã do Norte, Nova Maringá, São José do Rio Claro, Água Boa, Barra do Garças, Alto Araguaia, Bom Jesus do Araguaia, Cocalinho, Confresa, Novo Santo Antônio, Ribeirão Cascalheira, Nova Xavantina, Cáceres, Mirassol D’Oeste, Porto Esperidião

Veja também

Inmet alerta para risco de chuvas intensas em Mato Grosso nesta quinta-feira (22)

PF deflagra operação contra fraudes em auxílio de pescadores

Sema e Sesp apreendem 3,9 toneladas de pescado e aplicam R$ 3,5 milhões em multas no período de defeso da piracema

Reserva da madeira: período proibitivo para exploração do manejo florestal sustentável em MT segue até 1º de abril

Meio Ambiente: Polícia Civil prende três pessoas envolvidas em extração ilegal de madeira

Proibição de transporte de pesca no Mato Grosso vale a partir de 2 de fevereiro