Dona de creche em Canarana é presa pela acusação de maus-tratos a crianças

A proprietária de um berçário foi presa na tarde desta terça-feira (24) pela acusação de maus-tratos contra crianças, em Canarana (643 km de Cuiabá).

A suspeita teve o pedido de prisão preventiva expedido pela Justiça na última sexta-feira (20).

Segundo informações, a mulher foi presa na zona rural da cidade. Em seguida foi encaminhada para a cadeia pública feminina de Nova Xavantina.

A Polícia Civil começou a investigar o berçário no início deste mês, após cerca de 15 pais procurarem a delegacia para denunciar a suspeita de que seus filhos sofreram maus-tratos na unidade.

Na denúncia, os pais encaminharam fotos e vídeos com as lesões sofridas pelas crianças.

Durante as investigações, o delegado responsável pelo caso, Deuel Paixão, informou que realizou cerca de 30 oitivas durante a investigação. Foram colhidas fotos, vídeos e depoimentos.

Segundo o delegado, foi solicitadà à Prefeitura que não se emitisse alvará para a instituição até a conclusão do caso. “As atividades se encontram suspensas e as crianças não têm mais as probabilidades de sofrer mais agressões”, disse o delegado em entrevista a uma emissora de TV.

As investigações foram concluídas ainda na semana passada. O caso, porém, está em segredo de justiça.

 

 

Maninho Veículos
LCI Telecom
Programa Estação Sicredi

Veja também

careta bitrem assalto

Polícia Militar prende assaltante de carreta e liberta motorista mantido em cárcere privado

VEREADOR PACOLA

Durante discussão em rua, vereador de Cuiabá atira contra agente de segurança socioeducativo que morre no local

bebe-valendo

Inquérito que investiga a morte de bebê asfixiado, aponta o pai como responsável pelo crime

luz na infancia brasilia

Operação nacional sincroniza esforços no combate ao abuso e exploração sexual contra crianças e adolescentes

92e0829b-1e7b-4314-90e9-1f2915640b49

PRF apreende dois mil kg de agrotóxicos ilegais em MT

estuprocapa-870x570

Tio convida sobrinha para dar uma volta, desvia o caminho e a estupra em matagal em MT