Trânsito

Em 2 horas, 10 motoristas são presos bêbados em MT

Por: Folha Max Publicado em 27/01/2020

Durante as duas horas da primeira Operação Lei Seca de 2020, 10 motoristas foram presos por embriaguez ao volante e colocar a vida dos outros em risco, conforme o artigo 306 do Código de Trânsito Brasileiro (CTB). Estas pessoas estão sujeitas à detenção de seis meses a 3 anos, multa e suspensão ou proibição de ser obter a permissão ou a habilitação para dirigir veículo automotor.

Também foram apreendidos 33 veículos, sendo 23 carros e 10 motos, além de serem emitidos 18 autos de infração para condutores que dirigiam sob efeito de álcool, conforme o artigo 165 do CTB, e 18 motoristas foram multados por dirigir com veículos sem licenciamento.

A fiscalização integrada foi realizada no sábado (25.01), das 17h30 às 19h30, na Avenida Filinto Muller, esquina com a Tenente Coronel Duarte, no bairro Jardim Eldorado, em Várzea Grande. Ao todo, foram aplicados 202 testes de alcoolemia.

A operação Lei Seca é realizada de forma integrada e coordenada pelo Gabinete de Gestão de Integrada (GGI-E) da Secretaria de Estado de Segurança Pública (Sesp-MT).

Nesta primeira edição de 2020, participaram representantes da Polícia Militar (PM-MT), Polícia Judiciária Civil (PJC-MT), Polícia Rodoviária Federal (PRF), Departamento Estadual de Trânsito (Detran-MT), Delegacia Especializada de Delito de Trânsito (Deletran), Centro Integrado de Operação de Segurança Pública (Ciosp), Sistema Penitenciário de Mato Grosso (Sispen), Guarda Municipal de Várzea Grande (GMVG) e Batalhão de Polícia Militar de Trânsito Urbano e Rodoviária (BPMTRAN).

Balanço

Em 2019, 163 motoristas foram presos por embriaguez ao volante, 444 pessoas foram autuadas por dirigir sob efeito de álcool, 4.231 testes de bafômetro foram realizados. 1.463 Autos de Infração de Trânsito (AITs) foram confeccionados e 426 Carteira Nacional de Habilitação (CNH) e 780 Veículos foram recolhidos.

As ações integradas realizadas pela operação Lei Seca em 2019 ocorreram nos municípios de Cuiabá, Várzea Grande, Rondonópolis, Cáceres, Campo Novo do Parecis e Jaciara.

Enquete. Participe!

Em sua opinião, quais secretários do governo Ari Lafin devem continuar na próxima gestão?
(É possível votar em mais de um)