Grupo critica uso de dinheiro público em evento religioso em MT

A cinco dias da 26ª Marcha para Jesus, grupos de religiosos se manifestaram contra o uso de verba pública para realizar o evento. Em mensagens disparadas pelo WhatsApp e outras redes sociais, eles defendem o evento religioso, mas condenam o uso de recursos públicos para custear os shows.

O Blog do Romilson noticiou que cinco deputados estaduais garantiram, juntos, R$ 340 mil dos cofres do Estado para aplicar na Marcha para Jesus, que acontece neste sábado (18). Os deputados Gilberto Cattani (PL) e Xuxu Dal Molin (UB) apresentaram emenda de R$ 100 mil cada. Já Valmir Moretto (Republicanos) destinou R$ 50 mil e o Delegado Claudinei outros R$ 40 mil.

Os recursos saíram do orçamento da secretaria estadual de Cultura, Esporte e Lazer, a título de incentivo a projetos culturais. O valor foi destinado para arcar os shows de cantores gospel. Alguns religiosos se manifestaram contra o uso da verba pública no evento e propuseram boicote à marcha. Nas mensagens, afirmavam que a fé não deve se misturar com o Estado. “Quem vai liderar a marcha: artistas bancados com o dinheiro tirado do órgão e da viúva. Políticos que (não existe almoço grátis!) vão pedir voto em troca. Pastores magnatas”, dizia trecho da manifestação

Nas mensagens, fiéis dizem que a própria bíblia adverte para “criação de ídolos”, em vez de Jesus. “A bíblia nos alerta para o perigo de levantarmos ídolos antes de Cristo. Quem são os bezerros de ouro do nosso tempo?”, questiona.

E segue: “gastar R$ 340 mil em marcha não ajuda a alimentar os 33 milhões de pessoas que passam fome no Brasil e reduzir a fila do ossinho. Não tira do ginásio aproximadamente 30 famílias que estão morando lá nesse momento”.

 

Presença de Bolsonaro cancelada

O evento evangélico espera reunir 80 mil pessoas. A princípio, o presidente Jair Bolsonaro (PL) afirmou que participaria da marcha. Porém, por uma incompatibilidade de agenda, segundo o cerimonial do Planalto, cancelou a vinda a Cuiabá. Ainda não há informações se a expectativa de público se mantém.

Em 19 de abril Bolsonaro veio a Capital mato-grossense onde participou de eventos religiosos, incluindo a 45ª Assembleia Geral Ordinária da Convenção Geral da Assembleia de Deus no Brasil, no Grande Templo da Capital, e o lançamento da Marcha para Jesus.

Outro lado

A reportagem entrou em contato com a organização da marcha, que informou por meio de nota que só soube das críticas apenas através da reportagem. “Não há o que ser dito, visto que são postagens anônimas e sem fundamentação legal”, disse a assessoria.

Sobre o cancelamento da vida do presidente, a organização relata, em nota, que ainda não recebeu comunicado oficial.

NOTA DE ESCLARECIMENTO

O Conselho de Pastores de Mato Grosso (Comec) informa que até o momento não foi informado sobre a agenda do presidente da República, Jair Messias Bolsonaro, no que diz respeito à presença na Marcha para Jesus em Cuiabá.

O evento será realizado no dia 18 de junho, pela 26ª vez, e espera reunir 80 mil pessoas na Capital de Mato Grosso, em um percurso que vai da Avenida Mato Grosso até o Parque de Exposições da Acrimat.

O Comec reforça que, assim como representantes de conselhos de pastores de outras 22 cidades do país que também estão realizando as marchas, formalizou o convite ao presidente da República. No entanto é de praxe que as confirmações sejam feita somente com 72 horas de antecedência.

Portanto, o Comec desconhece a informação de confirmação e/ou possível cancelamento da vinda do presidente à Cuiabá.

 

Maninho Veículos
LCI Telecom
Programa Estação Sicredi

Veja também

WhatsApp Image 2022-06-24 at 14.50.17

Manifesto Lava Sorriso será realizado no domingo

whatsapp-image-2022-06-23-at-20.04.00

PRF apreende quase 200 kg de droga escondidos em pneu de caminhão em MT

“O uso das máscaras evita o colapso do sistema de saúde e impede o surgimento de novas variantes da Covid-19”, afirma especialista do Mt Saúde

Prefeitura confirma mais um óbito

Reprodução das redes sociais.

Quatro pessoas da mesma família morreram em acidente entre caminhão e carretas; Politec identificou uma 5ª vítima

sequestro matupa

Homem resiste a sequestro e leva tiro no rosto em Matupá

thumb__600_0_0_0_auto - 2022-06-22T080226.401

Ruas aos fundos do cemitério de Sorriso estão interditadas para construção de rotatória