(66) 3544-2595

Telefone

(66) 99634-6964

WHATSAPP

Homem que matou e enterrou ex-mulher e ex-namorada em casa é condenado a 17 anos de prisão

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no print

Adilson Pinto da Fonseca foi condenado a 17 anos e nove meses de prisão por homicídio qualificado e ocultação de cadáver praticado contra Talissa de Oliveira Ormond em sessão realizada pelo Tribunal do Juri nesta quarta-feira (30) em Cuiabá. A ossada da vítima foi encontrada enterrada na casa do réu, em 2019, no bairro Nova Conquista. No local também foram recolhidos restos mortais de uma segunda vítima.

De acordo com o promotor de Justiça Samuel Frungilo, que atuou no Júri realizado, o réu será submetido a outro julgamento na sexta-feira (2) relacionado à outra vítima identificada como Benildes Batista de Almeida.

O promotor de Justiça explicou que os jurados reconheceram as qualificadoras motivo torpe e utilização de recursos que dificultou a defesa da vítima.

Ele esclareceu que na época em que os crimes foram cometidos ainda não existia a qualificadora de feminicídio, acrescentada no Código Penal em 2015. O réu encontra-se preso e não poderá recorrer da sentença em liberdade.

WP2Social Auto Publish Powered By : XYZScripts.com