INSS: sem exigência de prova de vida, benefícios devem seguir até 2022

Com a suspensão da exigência da prova de vida, derrubada na segunda-feira (27) pelo Congresso Nacional, segurados do Instituto Nacional do Segurado Nacional (INSS) não correm o risco de perder o benefício até o fim do ano.

A exigência foi retirada no início da pandemia da covid-19 e incluída em lei para garantir que os segurados não precisassem sair de suas casas até o final deste ano. O presidente Jair Bolsonaro, no entanto, vetou, no início do mês, esta passagem de uma lei aprovada no Congresso, e o veto foi derrubado nesta semana.

De acordo com o INSS, 36 milhões de aposentados, pensionistas e segurados já realizaram a prova de vida, mas cerca de 4,9 milhões de pessoas ainda não cumpriram com a exigência. Sem a derrubada do veto, esses segurados poderiam ter o benefício suspenso caso se recusassem a comparecer a alguma agência do INSS.

Até o momento, o INSS ainda não se manifestou sobre a suspensão, mas deve, nos próximos dias, editar uma portaria para orientar os segurados sobre o assunto.

Maninho Veículos
LCI Telecom
Programa Estação Sicredi

Veja também

energiza

Mutirão em Sorriso realiza negociações com parcelamento em até 24 vezes

Dinheiro, Real Moeda brasileira

Cerca de R$ 9,2 bilhões de saque extraordinário voltarão ao FGTS

thumb__600_0_0_0_auto - 2022-08-04T083155.301

Sine Sorriso tem 363 Vagas de emprego em aberto

caminhoneiros (1)

Auxílio a caminhoneiros será pago por meio de poupança social digital

governo-paga auxilio-brasil-a-beneficiarios-com-nis-final-7-scaled

Mais 2,2 milhões de famílias vão receber Auxílio Brasil de R$ 600

botijão de 13 quilos de gás de cozinha

Auxílio Gás será de R$ 110 em agosto, informa Caixa