Novos papiloscopistas da Politec iniciam curso de formação para o desempenho das atribuições

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook

Vinte e nove papiloscopistas nomeados no segundo semestre de 2021 iniciaram, nesta segunda-feira (17.01), o curso de formação profissional para o desempenho das respectivas atribuições. O curso acontece na capital, na academia de Polícia Judiciária Civil e, simultaneamente, é transmitido para os novos papiloscopistas lotados nas unidades do interior do estado.

O curso tem duração de doze dias e abrange as áreas criminal e civil da identificação técnica, apresentando os aspectos legais, teóricos e científicos da ciência papiloscópica. O conteúdo trabalhado visa contribuir para a formação dos profissionais nas técnicas de individualização do ser humano através das impressões papilares.

A abertura do curso de formação contou com presença do Diretor-Geral em substituição legal, Emivan Batista de Oliveira. “Essas nomeações vieram para somar com o aumento do nosso quadro além das aposentadorias. Quem tem mais a ganhar com vocês é a população mato-grossense. Com essas nomeações nós vamos passar a ter papiloscopistas em todos os nossos polos, teremos condições de fechar a nossa escala de plantão e desta forma, poder prestar um melhor serviço para a população’’.

A Equipe da Superintendência de Gestão de Pessoas da Sesp orienta sobre normas e procedimentos que envolvem a vida funcional dos novos servidores públicos. Foi apresentada a estrutura organizacional, os produtos e serviços prestados pelas Coordenadorias de Folha de Pagamento; Provimento e Manutenção; Aplicação, Desenvolvimento, Saúde e Segurança; Gerência de Saúde e Segurança e a Gerência de Desenvolvimento e Valorização Profissional.

Em seguida, o tenente-coronel Ricardo Bueno, coordenador do Grupo Estadual de Combate aos Crimes de Homofobia (GECCH), realizou uma palestra sobre o enfrentamento ao preconceito e à discriminação às pessoas LGBTQIA+, e o papel dos servidores e do GECCH em minimizar os riscos da vulnerabilidade deste público por questões de gênero ou orientação sexual no âmbito dos órgãos de Segurança Pública.

Na oportunidade, o palestrante citou, além das atribuições, e objetivos do Grupo, orientações sobre condutas no atendimento às pessoas, com dignidade e respeito, independente da orientação sexual e conforme a identidade de gênero que ele (ela) apresente. A palestra visa colaborar com a ética profissional nas diferentes instâncias do serviço público, envolvendo especialmente as instituições que trabalham direta ou indiretamente com a Segurança Pública.

Antes de efetivamente exercerem a função, após o ato de posse, os papiloscopistas realizavam o acompanhamento de atividades supervisionadas na Coordenadoria de Identificação Civil. Regina Lídia Liana de Souza afirma que o curso é essencial para o efetivo exercício das atividades, onde os servidores passarão a ter conhecimento mais detalhado das atribuições.

“Enquanto nós não fizéssemos este curso não poderíamos ser lotados em nenhuma das unidades, então a gente precisava muito passar por este curso, aprender toda a prática. Estaremos aprendendo muito mais conteúdos que a gente ainda não sabe e que o papiloscopista sabe fazer e pode fazer pela lei. Achei os primeiros conteúdos gerais apresentados na manhã de hoje de extrema importância. Saber na parte do RH todos estes produtos que tem para oferecer para saber como funciona cada etapa, cada parte burocrática, e quando entramos e temos um curso específico para mostrar todos os passos é essencial para todo iniciante no serviço público’’, afirmou.

O papiloscopista Jeferson Luís Magalhaes era um dos que aguardavam ansiosamente pelo curso de formação e ficou satisfeito com os primeiros conteúdos apresentados . “Estou achando a função muito interessante, para mim é tudo novo mas estou disposto a aprender e poder desenvolver a função para poder atender a sociedade”, completou.

Espera-se que os servidores aprendam sobre os principais métodos de identificação e sistemas biométricos; conheçam as legislações referentes à identificação humana; definam os princípios fundamentais da papiloscopia; saibam diferenciar os termos indivíduos, pessoas, identidade, identificação e reconhecimento; identifiquem os elementos técnicos da papiloscopia nas mais diversas aplicações e capacitar os papiloscopistas para o desempenho pleno de suas atribuições.

Maninho Veículos
LCI Telecom
Programa Estação Sicredi

Veja também

Em Lucas: criminosos tentam furtar agência bancaria e fogem antes da chegada da polícia

GEFRON E COD-GO

Forças de Segurança de MT e Goiás apreendem 25 quilos de cocaína na divisa entre os dois Estados

10fb624f03cb0430e9190be65c04940e

PF deflagra operação e procura dois traficantes de cocaína em Cuiabá

12053444_6768e1ea8a

Homem agride esposa e acaba esfaqueado por ela em MT

Viaturas novas (3)

Polícia Civil esclarece homicídio em barbearia de Guarantã do Norte e indicia autores

MULHER-ESFAQUEADA-MARID

Homem esfaqueia vizinho ao flagrá-lo tendo relação sexual com sua esposa em MT