Operação identifica servidores fantasmas que recebiam salários de médicos na Saúde de Cuiabá

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook

A Polícia Civil, por meio da Delegacia Especializada de Combate a Corrupção (Deccor), deflagrou na manhã desta terça-feira (03) a operação Chacal, que tem como objetivo investigar servidores fantasmas, que estariam contratados e recebendo salários e valores referentes a prêmio saúde destinado a função de médico junto ao Hospital Pronto Socorro de Cuiabá.

De acordo com as informações da assessoria, estão sendo cumpridos mandados de busca e apreensão em endereços de funcionários da Secretaria Municipal de Saúde (SMS) e de pessoas suspeitas de receberem valores do município.

Essas pessoxas também são suspeitas de atuar como médicos junto ao HPMC Cuiabá. Eles vão responder pelos crimes de peculato, associação criminosa e inserção de dados falsos no sistema.

Investigação

Constatou-se que, no começo de 2021, servidores da SMS, valendo-se de contratações diretas ocorridas no período da Pandemia de Covid -19, passaram a cadastrar no sistema interno de admissão da secretaria “servidores fantasmas” como se estivessem exercendo as funções de médicos no HPMC, contudo nenhum dos suspeitos eram formados em medicina ou possuíam registro no Conselho Regional de Medicina (CRM).

Até o momento, a Deccor já constatou que seis suspeitos recebem salários e valores referentes a prêmio saúde de maneira irregular, como se fossem médicos. A partir deste momento a investigação policial transcorre no sentido de identificar a participação de demais servidores públicos municipais  e “médicos fantasmas” no esquema. (Com informações da assessoria de imprensa)

Outro Lado

Em nota, a Prefeitura de Cuiabá afirmou que está à disposição da polícia na apuração de qualquer irregularidade e ressaltou que nenhum mandado de busca foi cumprido dentro da sede da SMS.

“Sobre a investigação da Policia Judiciaria Civil na manhã desta terça-feira (3), que Secretaria Municipal de Saúde informa que mantém-se à disposição das autoridades na apuração de qualquer irregularidade apontada, mantendo a lisura e a responsabilidade na administração pública. Reitera que nenhuma ordem de busca foi realizada na sede da Pasta.”

Maninho Veículos
LCI Telecom
Programa Estação Sicredi

Veja também

6cefc52d-f7c0-49a9-8bee-c15f2ecad360

PRF apreende cocaína e armas em MT

policiais-1b

Dois policiais rodoviários são mortos a tiros na BR-116, em Fortaleza

preso-capa-870x570

Homem é preso por estuprar a filha e duas sobrinhas em MT

gcco-campo-vermelho-1

Pastor suspeito de estuprar fiéis em supostos ritos religiosos na igreja é preso em MT

1f534128-23a0-484d-8d8f-dc77404c4420

Sorriso: homem é preso suspeito de falsidade ideológica; flagrante foi no CRS

6b7a22a411992d5e32248211970621ca

Grupo espanca e ameaça matar atendentes do Subway em Sinop