Pedreiro preso por matar família é transferido para Sinop; delegado falou sobre o caso

O pedreiro preso na manhã de hoje por suspeita de estuprar e matar mulheres e adolescente na casa vizinha à obra onde trabalhava foi identificado como Gilbert Rodrigues dos Anjos. Ele foi transferido na tarde desta segunda-feira (27-11) para Sinop no helicóptero do Ciopaer.

Segundo as autoridades policiais, a transferência deu-se devido ao risco de invasão à delegacia de Sorriso em possível tentativa de linchamento contra o réu confesso de um bárbaro crime. Ele foi ouvido na PJC hoje e confessou que matou as quatro vítimas no bairro Florais da Mata.

As vítimas foram identificadas como Cleci Calvi Cardoso, 46 anos, Miliane Calvi Cardoso, 19 anos e duas menores de Melissa, de 10 anos e Manuela de 13 anos.

Em coletiva na tarde de hoje o delegado Dr. Bruno França disse que o suspeito residia na obra ao lado da casa das vítimas. Foi pedido aos trabalhadores que entregassem seus calçados e o calçado do suspeito teve uma combinação perfeita com uma mancha encontrada no local do crime.  Outra observação foi a de que o suspeito tinha uma falha no cabelo. “Considerando que uma das vítimas tinha arrancado bastante cabelo do agressor, nós confrontamos ele com estas informações e ele imediatamente confessou ser o autor do crime. Chegando na delegacia ele confessou o crime e entregou as roupas que usou para cometer o crime e entregou as roupas íntimas que havia levado das vítimas e apontou qual seria a faca usada no crime”, relatou o delegado.

Segundo o delegado o assassino confessou também os estupros das vítimas. A cena do crime era chocante segundo o delegado. Ele destacou o fato de que foi possível dar uma resposta imediata à população. “Isso tenderia a virar uma bola de neve, de sofrimento para todos na cidade. E agora vamos averiguar se a versão dele é verdadeira. Precisamos verificar se ele realmente fez isso sozinho ou se existe algum tipo de comparsa. O que temos é isso: uma tragédia. Quatro mulheres mortas, três delas estupradas segundo palavras do próprio agressor”, disse  Dr. Bruno.

Pesar

A Câmara de Vereadores de Sorriso emitiu Nota de Pesar pelo ocorrido. “Consternado por essa grande perda, o Poder Legislativo se solidariza aos familiares e amigos neste momento de dor por um crime tão bárbaro que causou temor e revolta à sociedade sorrisense”, diz a nota.

 

 

Veja também

Delegada Jessica Assis fala sobre a Campanha Maio Laranja de combate ao abuso e à exploração sexual infantil

Polícia Militar recupera em Sorriso caminhonete furtada da Funai de Colíder

Manifestação na Agência da Caixa Econômica Federal de Sorriso chama atenção para falta de pessoal

Inscrições abertas para cursos profissionalizantes gratuitos em Sorriso

Entrevista na Sorriso FM destaca a Campanha Maio Furta Cor pela Saúde Mental Materna

Secretário de Obras de Sorriso esclarece situação na Avenida Natalino João Brescansin