Prefeitura destaca que poço com testagem toxicológica além do limite está desativado desde 2020

Compartilhar no facebook
Compartilhar no twitter
Compartilhar no linkedin
Compartilhar no whatsapp
Compartilhar no email
Compartilhar no facebook

A qualidade da água que chega à população é uma preocupação constante da Prefeitura de Sorriso; e, diante das matérias veiculadas ontem (08) relatando contaminação na água do Município, o prefeito Ari Lafin convocou nesta manhã (09), uma reunião de emergência do Comitê de Gestão Hídrica.

Responsável pelas análises constantes realizadas pelo Sistema VigiÁgua, o coordenador da Vigilância Sanitária do Município, Samuel Santos, explicou que são realizados vários tipos de testes na água: físico-químicos com frequência semanal; microbiológicos a cada 15 dias; e o de monitoramento da análise toxicológica, esta última, realizada de forma semestral, ou seja, a cada seis meses. No caso específico, foi uma coleta realizada em 20 de maio de 2020, de um poço localizado na Rua São Francisco no bairro São Domingos que testou 15,5 miligramas por litro de nitrato – composto toxicológico que pode causar doenças como o câncer. Como o permitido por lei é até 10 miligramas por litro, o poço foi imediatamente desativado – condição que se encontra até o momento. Samuel lembra que esse era um dos poços que abastecia o sistema de água, formado por 34 unidades ativas no momento.

“O poço do Setor Industrial está sendo monitorado e não há nenhuma alteração no mesmo; a população pode ficar tranquila quanto ao consumo”, frisa. Hoje o Município conta com 34 poços ativos; três poços desativados e um em processo de transferência.  Todos passam por monitoramento rotineiro. Em relação aos poços desativados, além do poço em questão, também estão desativados um poço do Jardim Europa e outro também no bairro São Domingos; ambos por oscilações na turbidez da água.

Na reunião, o coordenador regional da Águas de Sorriso, Lucas Alves, também pontuou que a empresa realiza monitoramento constante para coleta e distribuição de água. Lucas destacou que a empresa segue a Portaria GM/MS nº 888/2021, do Ministério da Saúde, que dispõe sobre os procedimentos de controle e vigilância da qualidade da água e seu padrão de potabilidade. “Todos os dados coletados são encaminhados para Laboratório terceirizado, devidamente acreditado, que garantem confiabilidade e credibilidade dos resultados apresentados”, frisou.

Lucas completou que o cidadão pode acompanhar esses resultados, pois todas as análises são disponibilizadas nas contas de água mensalmente. Outra forma de visualizar os resultados é pelo relatório anual, entregue junto com a fatura anual em que constam os resultados coletados nos últimos 12 meses.

Maninho Veículos
LCI Telecom
Programa Estação Sicredi

Veja também

515x380_dca10991e61a94e8a278964c2c017751

Onda de frio pode fazer temperatura cair para 9 graus em Sorriso na próxima semana

cobra

Cobra cascavel com duas cabeças que teria sido encontrada em MT não seria real, segundo biólogo

garcia neto_ MEV-2043

Estado assina parceria com ABNT para a certificação de empresas “carbono neutro” de Mato Grosso

GCF_ MEV-1965 (1)

Estados da Amazônia Legal planejam ações integradas de combate a crimes ambientais

11051650_Elefantas-

Elefantas vindas da Argentina chegam a santuário em Mato Grosso nesta quinta (12)

Reunião do GCF Task Force

Mato Grosso apresenta técnicas de combate ao desmatamento ilegal para estados da Amazônia