Saúde Mental: curso “Tramando Fibras e Tecendo Histórias” acontece em Sorriso durante o Janeiro Branco

No mês dedicado à conscientização sobre a saúde mental, conhecido como “Janeiro Branco”, a cidade de Sorriso fortalece o compromisso com o bem-estar psicológico ao introduzir um inovador curso chamado “Tramando Fibras e Tecendo Histórias”. A iniciativa, que utiliza a trama da fibra de bananeira como meio terapêutico, será promovida no Centro de Atenção Psicossocial (Caps) Vida Nova a partir desta quinta-feira, dia 18.

A realização desse projeto é possível graças à colaboração entre a Secretaria Municipal de Saúde e Saneamento (Semsas) e a Secretaria Municipal de Cultura, Turismo e Juventude (Semcultj). O curso é um dos beneficiados pelo Programa Municipal de Incentivo à Cultura (Promic), financiado pelo Fundo Municipal de Cultura de Sorriso.

Gabriela Neves, uma das proponentes do curso, destaca a abordagem única do projeto. “Usando a arte como recurso terapêutico, o curso não só trabalha questões emocionais, como também reforça os laços de comunidade e ainda oferta uma nova opção para geração de renda”, afirma a psicóloga, especialista em Arteterapia, residente em Saúde da Família, e mestra em Educação.

O curso será dividido em duas turmas, uma no período matutino e outra no vespertino, proporcionando flexibilidade para os participantes. Sílvia Gehring, coordenadora do Departamento de Educação em Saúde da Semsas, informa que outras atividades estão programadas em alusão ao “Janeiro Branco”, a campanha brasileira sobre saúde mental, que busca a construção de uma cultura pró-saúde mental e bem-estar emocional.

 

Veja também

Começa nesta quinta-feira consulta ao lote de restituição do IRPF

Prefeitura de Sorriso anuncia fechamento em respeito ao feriado de Corpus Christi

Médico fala da campanha Maio Roxo, de conscientização sobre doenças inflamatórias do intestino

Politec capacita servidores municipais para emissão da Carteira de Identidade Nacional

Secretaria de Saúde alerta para aumento de casos de Dengue, Chikungunya e Zika em Sorriso

TRE-MT rejeita ação de Nova Ubiratã e mantém criação do município de Boa Esperança do Norte