Trânsito

Sorriso/BR-163/MT: 1.500 tags de pagamento automático serão distribuídos gratuitamente em praças de pedágio

Por: Assessoria Rota do Oeste Publicado em 15/04/2020

distribuição gratuita de 1.500 tags aos motoristas que percorrem a BR-163/MT inicia nesta quarta-feira (15.04) em três praças de pedágio localizadas ao norte da rodovia.  A ação da Rota do Oeste, em parceria com a Veloe, busca incentivar os motoristas a usarem as pistas com o sistema de Identificação Automática de Veículos (AVI), que possibilita o pagamento automático da tarifa, reduzindo a necessidade de contato entre operadores de pedágio e usuários.

Além de receber o tag gratuitamente, o usuário que ativar o serviço terá 12 meses de isenção de taxas de adesão e manutenção. Neste período de um ano, será cobrado apenas o valor do pedágio utilizado.  A partir do 13º mês será cobrada a mensalidade normalmente, mas há a possibilidade de o motorista cancelar o plano sem custos.

O gerente de Operações da Rota do Oeste, Wilson Ferreira, explica que as praças de pedágio do norte, instaladas em Nova Mutum, Lucas do Rio Verde e Sorriso, foram escolhidas por contarem com intenso fluxo de veículos de passeio de moradores da região, que ainda não aderiram ao sistema. Os motoristas profissionais que tiverem interesse também podem solicitar o seu tag gratuito aos operadores. Esta é mais uma das medidas da Rota do Oeste para contribuir com o combate ao coronavírus.

“O mapeamento da Concessionária mostra que em Mato Grosso os proprietários de veículos de passeio ainda não têm a cultura de usar o sistema de pagamento automático de pedágio. Diante da necessidade de redução de contato com as pessoas e até mesmo com objetos, em parceria com a Veloe, estamos oportunizando essa experiência que é vantajosa naturalmente, mas acaba sendo ainda mais importante neste momento de pandemia. Se ao final deste período crítico o usuário não quiser continuar com o tag, ele remove e cancela o cadastro sem problema nenhum”, explica.

Ferreira recomenda aos motoristas que leiam atentamente as instruções antes de ativarem o tag, como forma de estarem informados sobre as regras. Reforça ainda que a Concessionária não tem atribuição para cancelar o uso ou realizar cobranças, além do pedágio.

“Elaboramos um panfleto explicativo com orientações ao usuário sobre o funcionamento, regras e contato para esclarecimento de dúvidas. É importante a leitura do material. Caso existam outros questionamentos, o usuário pode acessar o site da Veloe. A Rota e a operadora são parceiras na ação, mas a Concessionária não é responsável pela administração do tag”, afirma.

Aos interessados em adquirir um tag, mas que não tem previsão de passar pelas praças de pedágio do norte, Ferreira recomenda que entrem em contato com uma das empresas que oferecem o serviço e solicitem o sistema. Os endereços dos sites podem ser conferidos no site da Rota do Oeste (http://www.rotadooeste.com.br/pt-br/rodovia/pedagio).

Vantagens do tag:

– É mais prático e rápido;

– Não precisa andar com dinheiro;

– Como não precisa parar para pagar, diminui o tempo de viagem;

– Reduz o desgaste do veículo;

– E em tempo de pandemia, diminui o contato com o dinheiro e pessoas.

Enquete. Participe!

Em sua opinião, o município de Sorriso deveria montar leitos de UTI?