Sorriso: Corpo de Bombeiros e Defesa Civil combatem mais um incêndio de grandes proporções

O fogo consumiu a vegetação de uma área nas proximidades da ponte do Rio Lira, na saída para Sinop na noite desta segunda-feira (30-05). O incêndio de grandes proporções deu trabalho para o Corpo de Bombeiros e Defesa Civil e o combate às chamas foi dificultado pela condição do terreno.

De acordo com o Sargento Alberto, coordenador da Defesa Civil, não era possível entrar no terreno com veículos. “A área não é tão grande, mas tem muito mato e não podemos entrar com os veículos porque há muitas pontas de ferro, o que fura os pneus das viaturas”, disse.

O sargento explicou que o fogo foi monitorado e aos poucos foi sendo combatido pelos integrantes do Corpo de Bombeiros e Defesa Civil.

Sargento Alberto fez um alerta: “É terminantemente proibido usar o fogo para limpar terreno. As multas são bem altas. E, donos de terrenos, por favor façam aceiros para que em casos como este não atinja terrenos próximos”.

O Núcleo Integrado de Fiscalização – NIF foi acionado. O proprietário da área deverá ser autuado.

Autoridades investigam o caso, já que há suspeita de que o fogo tenha sido ateado na área.

Maninho Veículos
LCI Telecom
Programa Estação Sicredi

galeria de imagens

Veja também

Operação-contra-extraçao-madeira-ilegal-Polícia-Federal-e-Ibama-Aripuanã-4-junho-2022-assessoria-990x556

PF interrompe atividades de 15 caminhões com madeira ilegal em operação em Mato Grosso

80081f2d2aca994cea0199d0e1ea5260

Anvisa determina suspensão do agrotóxico carbendazim

Polícia Militar e Sema apreendem 55 quilos de pescado irregular e duas espingardas

Polícia Militar e Sema apreendem 55 quilos de pescado irregular em MT

thumb__600_0_0_0_auto (29)

Sorriso: coleta de Resíduos segue para o Setor 5

Batalhão Ambiental realiza treinamento de instruções de nivelamento para patrulhamento fluvial CAPA

Batalhão Ambiental treina policiais militares para policiamento nos rios de Mato Grosso

Desmate ilegal em Marcelândia

Operação ambiental multa fazenda em R$ 2 milhões por reincidência no desmate ilegal e uso do fogo