Sorriso: rede Unificada de Proteção presta homenagem simbólica aos familiares de família assassinada

Em reunião realizada nas dependências do Fórum de Sorriso, a Rede Unificada de Proteção às mulheres, crianças e idosos,  recebeu nesta 3ª-feira a família das quatro mulheres brutalmente assassinadas em Sorriso. A reunião contou com participação de lideranças comunitárias.

De acordo com o Juiz Dr. Anderson Candiotto, o bárbaro crime registrado no final de novembro em Sorriso, mobilizou a rede para que avançar e acelerar ainda mais o trabalho de fortalecimento das políticas públicas protetivas.

“Hoje estamos recebendo familiares destas vítimas, primeiro para homenageá-las como símbolo de que nós nos importamos e como um compromisso reafirmado de que a rede vai trabalhar ainda mais incansavelmente para fortalecer as políticas de proteção em nossa comarca, como estamos fazendo junto com a força tarefa”, disse, citando o protocolo que está sendo implementado visando checagem de mandados de prisão.

O Juiz destacou que não havia costume de fazer checagem de antecedentes antes da tragédia que vitimou a família. “Essa barbaridade demonstrou para nós a importância da cautela e precaução. O Poder Judiciário oferece um banco de dados púbico para serem checados mandados de prisão em aberto. É de fácil acesso e só com  o nome é possível checar”, explicou.

Com o protocolo implementado, órgãos públicos farão checagem ao prestarem atendimento.

Consultas ao banco de dados podem ser feitas no Portal BNMP

Veja também

Delegada Jessica Assis fala sobre a Campanha Maio Laranja de combate ao abuso e à exploração sexual infantil

Corpo de bombeiros captura cobra cascavel em empresa de Sorriso

Manifestação na Agência da Caixa Econômica Federal de Sorriso chama atenção para falta de pessoal

Inscrições abertas para cursos profissionalizantes gratuitos em Sorriso

Entrevista na Sorriso FM destaca a Campanha Maio Furta Cor pela Saúde Mental Materna

Secretário de Obras de Sorriso esclarece situação na Avenida Natalino João Brescansin