Pequenos produtores de Sorriso alavancam produção de frutas e hortaliças com apoio público

A cidade de Sorriso testemunha um notável aumento na produção de frutas e hortaliças, impulsionado por um mercado consumidor garantido e um apoio técnico abrangente em todas as etapas do plantio. Com um investimento substancial de R$ 1,9 milhão em maquinários e implementos agrícolas, essa tendência positiva é evidente em aproximadamente 70 pequenas propriedades rurais na região.

De acordo com o relatório anual dos programas municipais de incentivo à fruticultura (Frutifica) e produção de hortaliças (Horta Viva), ambos sob os cuidados da Secretaria de Agricultura Familiar e Segurança Alimentar (Semasa), os resultados são notáveis. A área de cultivo de frutas na cidade já ultrapassou 84,5 hectares. Entre as culturas preferidas da agricultura familiar local, destacam-se a banana nanica, o coco verde, a manga, cítricos diversos, a goiaba Paluma, o mamão e as uvas das variedades Vitória e Niágara.

Além das variedades tradicionais, houve um crescimento extraordinário no cultivo de frutas exóticas. O açaí e a pitaya, por exemplo, testemunharam um aumento de área plantada de 1.000% e 500%, respectivamente.

O secretário da pasta, Marlon Zanella, destaca que parte dessa produção abastece supermercados e feiras locais. O excedente é adquirido pela própria Prefeitura para sustentar o Programa Nacional de Alimentação Escolar (PNAE) e o Programa Mesa Saudável, contribuindo com aproximadamente R$ 2 milhões por ano para o setor. Além disso, os produtores cadastrados recebem assistência técnica e doações de mudas, madeira para produção de pitaya, esterco de frango e calcário para a correção do solo.

Marlon Zanella enfatiza a importância do suporte técnico e das horas máquinas para preparo do solo, plantio e outros serviços essenciais, que contribuem para uma produtividade eficiente e sustentável.

O proprietário do lote 103 do Assentamento Jonas Pinheiro, Osmar Cunha, ressalta a valorização do pequeno produtor em Sorriso, destacando que a Administração Municipal disponibiliza recursos como maquinário, sementes de qualidade, suporte técnico e até mesmo transporte para levar a produção à cidade.

A patrulha mecanizada, que atende aos produtores do Assentamento Jonas Pinheiro, Cinturão Verde, Projeto Casulo e outras propriedades que se encaixam na política de agricultura familiar, desempenha um papel crucial nesse sucesso.

Além do apoio prático, a pasta oferece auxílio em questões burocráticas, como emissão do Serviço de Inspeção Municipal, georreferenciamento para regularização fundiária, Cadastro Ambiental Rural (CAR), declaração para nota fiscal, Fundo de Aval para microcrédito produtivo e consultoria em parceria com o Serviço Brasileiro de Apoio às Pequenas Empresas (Sebrae).

Marlon Zanella conclui que as equipes técnicas já percorreram mais de 166 mil quilômetros este ano, visitando propriedades para fornecer orientação e insumos essenciais, fortalecendo a produção local e consolidando Sorriso como um exemplo de valorização da agricultura familiar.

galeria de imagens

Veja também

Piscicultura será tema de Dia de Campo para impulsionar a atividade entre pequenos produtores

Governador Mauro Mendes sanciona leis em apoio à agricultura familiar em Mato Grosso

Secretaria Municipal de Agricultura Familiar comemora resultados positivos no primeiro ano de atuação

Recorde de colheita: produção de café em Mato Grosso aumenta 102% em quatro anos

Sorriso sedia ciclo de eventos sobre fortalecimento da cadeia produtiva de Mato Grosso

Dia de campo em Sorriso destaca a certificação de produtos da bacia leiteira