Sorriso: drenagem na MT-242 volta a ser avaliada

Enquanto equipes próprias da Prefeitura seguem com o trabalho paliativo para conter a erosão do trecho da MT-242 na região de saída do Residencial Mário Raiter, ao mesmo tempo, prossegue o trabalho de planejamento para que, assim que chuvarada parar, a obra de drenagem seja executada.

Representantes da Prefeitura conversaram com representante da construtora Bara, que venceu a licitação para executar a drenagem do local sobre a programação para a instalação das aduelas, as estruturas em forma de “U” que devem canalizar as águas pluviais e garantir que cheguem ao Rio Lira sem fazer estragos na via.

“Precisamos manter diálogo constante, acompanhar cuidadosamente o plano de trabalho, verificar se será necessária uma licitação adicional, para terraplanagem, por exemplo, e garantir que, na seca, possamos resolver definitivamente este problema”, orientou o prefeito Ari Lafin durante reunião na manhã desta segunda-feira (23 de fevereiro) com Carlos Vilela, da Bara Construções, os secretários Milton Geller (Obras e Serviços Públicos – Semosp), Ednilson Oliveira (Cidade – Semcid), e o fiscal da obra, William Scherner. O vice-prefeito Gerson Bicego também acompanhou o momento de análise e planejamento.

“Neste período em que não tem como mexermos no canal, estamos iniciando um segundo turno para produzir as aduelas”, adiantou Vilela, destacando que o trabalho poderia estar mais adiantado, mas as formas, que eram aguardadas para o fim de dezembro, só chegaram em meados de janeiro. “Já estamos com 100 toneladas de aço compradas e, com o turno adicional, pretendemos adiantar o máximo possível a produção destas estruturas”, complementou.

Titular da Semosp, Geller destacou que o trabalho que vem sendo feito, de maneira integrada por meio da Semosp e da Secretaria de Transportes (Semtra), tem como objetivo evitar que a erosão aumente, resguardando, inclusive, a estabilidade dos postes de energia ao longo da via. “Por conta da umidade do terreno, não há como fazer compactação, por exemplo, visto que isso poderia agravar ainda mais a situação”.

Sobre a drenagem:

O trecho que receberá a ação de drenagem é de 2,5 quilômetros e fica às margens da MT-242. O emissário sai do Residencial Mário Raiter em direção ao Rio Lira. Além da drenagem pluvial do Mário Raiter, o canal também vai conduzir ao rio as águas captadas no Distrito Industrial e Comercial (DIC) Nova Prata e em outros bairros da região.

A obra foi licitada pelo valor de R$ 12.527.106,98. Ainda em setembro do ano passado, representantes da Prefeitura, da empreiteira e da concessionária Intervias também avaliaram a situação para estudar a melhor forma de executar a intervenção.

Veja também

Aparelho de som é apreendido e duas são detidas após perturbação do sossego e injúria racial

Rotam prende homem com espingarda após ele ameaçar comunidade

Usuário e traficante são detidos pela Rotam em Sorriso

Homem é baleado no Jardim Carolina e é socorrido ao Hospital Regional de Sorriso

Sorriso: corpo de homem carbonizado é encontrado dentro de veículo

Ex-padrasto de vítima de estupro é preso após ameaçar mãe da criança para não denunciar crime